Página Inicial Botafogo No programa Esporte Show, ex-técnico do Botafogo Moacir Júnior fala tudo sobre sua passagem pelo Pantera

No programa Esporte Show, ex-técnico do Botafogo Moacir Júnior fala tudo sobre sua passagem pelo Pantera

Escrito porGabriel de Faria 19 de abril de 2017
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.
O agora ex-técnico do Botafogo Moacir Júnior concedeu uma entrevista ao programa Esporte Show do Canal 9 TVRP. O comandante não fugiu das questões abordadas e abriu o jogo sobre a sua passagem pelo Pantera. Confira a seguir os melhores trechos da conversa com o treinador
RELAÇÃO COM O PRESIDENTE E FIM DE CONTRATO
“Eu sempre tive uma relação direta com o presidente, desde a montagem do elenco até a última partida, e eu confio muito na índole dele em afirmar no que aconteceu de verdade. O Botafogo me fez uma proposta para ficar, eu fiz uma contraproposta, que era idêntica ao do ano passado (mesmo salário do Márcio Fernandes). É uma competição que eu conheço muito, se eu não me engano disputei oito vezes a Série C, dirigindo clubes pequenos e grandes, então eu acho que poderia colaborar. Mas chega um momento na vida que se você não se der o valor, quem vai te dar? Sou de Ribeirão Preto, saio hoje na rua e encontro pessoas que me parabenizam…Mas o que pegou foi isso, o Botafogo entra mais forte na Série esse ano pelo bom Campeonato Paulista, e por conta disso eu queria um nivelamento. Não foi possível e eu intendo as razões do presidente.”
“O que eu pedi foi exatamente o que o Márcio Fernandes recebeu, tanto em salário quanto em premiação, mas infelizmente parece que esse ano será diferente (o valor investido).”
TREINOS FECHADOS
“Eu como adversário obtive muitas informações privilegiadas do Botafogo, mas agora como técnico eu não poderia deixar essas informações saírem. Então eu simplesmente blindei o elenco disso e graças a Deus deu certo”,
BERNARDO E RAFAEL BASTOS
“O Bernardo é maravilhoso. Na semana que contratamos o Bernardo, que faríamos a recuperação dele, o Rafael Bastos me ligou. Ele estava chegando da Arábia Saudita, tinha propostas de outros clubes, como o Ceará, mas queria jogar o Paulistão. Aí eu falei para o presidente que não poderíamos perder esse jogador e que ia me virar para escalar os dois, mas o encaixe do time se deu com o Rafael jogando por dentro, e eu não podia só para privilegiar o Bernardo arrebentar o plano tático, então eu preferi dizer para o Bernardo que ele estava com a dez, mas quem jogaria era o 16.”
ADMINISTRAÇÃO DO PLANTEL
“Eu fiquei muito satisfeito. Tenho um respaldo muito importante – Coaching, Assessor Jurídico, Assessor de Imprensa -, e tudo isso custa. Agora mais do que isso, é a vivência do futebol. Um dia eu tive uma substituição contestada por um atleta e eu falei para ele: ‘Sem desmerecer, mas já tirei o Obina com 40 minutos de jogo, o Mancini com 20, e você quer me questionar?’, então foi um vincular de marcas muito forte, mas o atleta precisava saber que tinha um comando, e eu não abro mão disso, ser mão de ferro e ao mesmo tempo paizão.”
RODRIGO FONSECA
“Eu acho que pelo que ele fez no clube ele mereceria essa oportunidade e eu desejo toda a sorte do mundo para ele.”
INDICAÇÃO DE JOGADORES
“Eu indico jogadores para o Botafogo desde 2010. Augusto Recife, Walter Minhoca…eu tinha uma ‘tatuagem’ grande que me ligava ao Comercial, e eu brinquei na época com o presidente que eu ia indicar jogadores, mas que da próxima vez eu queria ser contratado. Mas continuarei ajudando nesse sentido, claro que respeitando o outro profissional que estará ali como técnico.”
FUTURO
“Tive proposta de times das Séries C e D, mas vamos aguardar um pouco, sem se antecipar, porque se não aparece outro coisa melhor em nível de projeção e não tem como largar um projeto, então vamos aguardar.”

 

Foto: Rogério Moroti | Ag. Moroti

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.
Três Estrelas