Página Inicial Notícias Como prevenir e tratar varizes

Como prevenir e tratar varizes

Escrito porRedação Wsports 6 de dezembro de 2016
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Problemas com varizes são muito comuns em mulheres, até nas mais jovens. Conheça as diversas formas de prevenção e tratamento disponíveis para suas pernas permanecerem sempre belas!

O que são as varizes?

Varizes são veias que se dilatam, aumentando o seu volume e causando alteração no fluxo sanguíneo entre as pernas e o coração. O fato de o sangue ter dificuldade em percorrer o corpo e chegar ao coração contribui para que as veias se dilatem.

No interior das veias existem pequenas válvulas que impedem o retorno venoso para as extremidades. Quando as válvulas não se fecham, acontece o retorno – chamado de refluxo. Quando isto ocorre, aumenta a quantidade de sangue dentro das veias, ocorrendo a dilatação.

Geralmente, o desenvolvimento das varizes é ocasionado por fator hereditário e hormonal. Quando a mulher está grávida, há uma maior liberação dos hormônios, podendo gerar diminuição do tônus da parede venosa. No final da gestação, a compressão do útero sobre as veias do abdômen também pode desencadear varizes. Existem estudos que comprovam a relação entre o número de gestações e o aparecimento de varizes.

Além desses fatores, não podemos deixar de observar o estilo de vida. Entre os fatores que favorecem o desenvolvimento das varizes, temos: maus hábitos alimentares, obesidade e trabalhar durante muito tempo em pé.

Prevenção

Deve-se iniciar a prevenção na idade adulta, o quanto antes. Em caso de necessidade por predisposição genética, deve-se iniciar a prevenção até mesmo durante a adolescência.

Veja algumas dicas que podem ajudar a prevenir essas linhas indesejáveis que comprometem a beleza das pernas:

  • Controlar o peso. Pessoas obesas têm uma predisposição significativa ao quadro. Com o aumento acentuado do peso corporal, a tendência das varizes é aumentar, tornando-se mais grossas. Se o peso estiver normal, o tratamento é mais fácil.
  • Evitar carregar peso ou fazer atividades físicas de alto impacto, como por exemplo a musculação. Essas atividades provocam uma maior tensão nos vasos e, consequentemente, as veias se dilatam, ajudando a formar as varizes.
  • Não submeter o corpo à exposição prolongada a altas temperaturas como em saunas, sessões de bronzeamento e banhos quentes demorados. Essa exposição também provoca a dilatação dos vasos.
  • Tenha o hábito de repousar com as pernas elevadas. Isso contribui para que o sangue circule pelo corpo, já que, ao deitar, os pés ficarão mais altos que o coração.
  • Dê atenção a atividades agradáveis como passeios e caminhadas. O bom humor também ajuda bastante. Pessoas amarguradas, constantemente estressadas e sobrecarregadas, ou sem momentos de lazer, têm tendência a apresentar mais varizes, devido à maior tensão provocada nos vasos.

Fatores de Risco para Aparecimento de Varizes

Os fatores que aumentam o risco de desenvolver varizes incluem:

  • Gravidez
  • Idade avançada
  • Excesso de peso e obesidade
  • História familiar de varizes
  • Passar muito tempo em pé
  • Condições que aumentam a pressão no abdômen, tais como doenças do fígado, líquido no abdômen ou insuficiência cardíaca
  • Fístulas arteriovenosas
  • Passado de trombose venosa Profunda.

Varizes causam outros problemas de saúde?

Na maioria dos casos, não: o que incomoda mais é o fator estético mesmo. Porém, em alguns casos, podem aparecer alguns sintomas como:

  • Dor, ardor, ou sensação de peso nas pernas, que podem ser mais acentuados no fim do dia
  • Leve inchaço, geralmente envolvendo apenas os pés e tornozelos
  • Coceira na pele sobre a veia varicosa.

Os sintomas mais graves de varizes são:

  • Acúmulo de líquido e inchaço na perna
  • Inchaço e panturrilha com dor significativa após ficar sentado ou em pé por muito tempo
  • Mudanças na cor da pele ao redor dos tornozelos e pernas
  • Pele seca, esticada

Os sintomas de varizes podem se tornar mais graves alguns dias antes e durante o período menstrual.

Tratamento para Varizes

Se já existem sinais de varizes, o uso de meias compressivas ajuda bastante. As meias devem ser usadas durante todo o dia, principalmente nas horas em que se fica muito tempo em pé. As meias devem ser justas, mas não muito apertadas. O ideal é procurar orientação de um angiologista ou cirurgião vascular na hora de escolher as meias mais adequadas.

Deitar-se com as pernas levantadas acima do nível do coração por 30 minutos, três ou quatro vezes por dia, também é importante.

Alguns medicamentos, quando usados juntos com as medidas acima, ajudam no controle das varizes. Os mais usados são a pentoxifilina (Trental®) e o Daflon®.

Tratamento Cirúrgico

  • Escleroterapia para varizes: é um procedimento usado para varizes de pequeno tamanho, onde o médico injeta substâncias que causam esclerose (destruição e cicatrização) da veia selecionada. Como esta veia deixa de receber sangue, ela torna-se inútil, e com o tempo o corpo a elimina. É uma técnica que necessita de repetições, mas dispensa anestesia e pode ser realizada no próprio consultório. Todavia, para ser efetiva é preciso ser feita por médicos treinados.
  • Cirurgia a laser para varizes: usada também em pequenas varizes e teleangiectasias, consiste na destruição destes pequenos vasos através da aplicação de laser. É um procedimento que não necessita de agulhas ou incisões. Não é tão eficiente quanto a escleroterapia e não são todos os tipos de pele que podem receber os pulsos de laser. Funciona melhor nas teleangiectasias (“vasinhos”).
  • Ablação por cateteres das varizes: indicado em varizes de maior calibre. Um pequeno tubo (cateter) é inserido dentro da variz, que pode ser destruída por calor (laser endovenoso) ou por radiofrequência.
  • Cirurgia para varizes: consiste na retirada cirúrgica da veia varicosa. Atualmente este tipo de cirurgia é feita com mínimas incisões e a hospitalização não costuma passar de um dia. Quando as varizes são muito pequenas, este procedimento pode ser feito até ambulatorialmente.

Independente da técnica, a destruição ou retirada da veia varicosa não traz nenhum problema para as pernas, uma vez que a veia tratada já não funcionava direito mesmo. O fluxo de sangue é automaticamente desviado para outras veias colaterais e profundas. Uma veia varicosa não faz falta.

Varizes tratadas não voltam. O que pode ocorrer é o surgimento de novas varizes. É importante entender que os tratamentos descritos acima apenas eliminam as varizes existentes, mas não interferem no processo que as causam.

E os vasinhos?

A maioria das mulheres possuem vasinhos ou telangiectasias (nome científico dos vasinhos). O fator hereditário desempenha um papel importante no surgimento dessas veias finíssimas, que se dilatam e marcam a pele. Telangiectasias são microvarizes, geralmente menores que 1 mm de diâmetro e permanecem dentro da camada da pele, com aparência arroxeada ou avermelhada, com ramificações e causando extremo incomodo estético para a grande maioria das pacientes.

Essas pequenas veias não crescem para virar varizes. Porém, a presença de vasinhos pode indicar que há varizes matrizes nutrindo-os. Por isso é importante consultar um especialista (cirurgião vascular ou angiologista) para fazer a prevenção.

Quais as técnicas para melhorar os vasinhos?

A escleroterapia é um tratamento que consiste em injetar nos vasinhos uma substância que os agride, provoca inflamação e faz com que sejam absorvidos pelo organismo. O medicamento mais usado é a glicose hipertônica a 75%, que não causa alergias – o que pode ocorrer com outras substâncias, como o polidocanol, que tem ação detergente e pode apagar um vasinho em apenas três segundos.

O laser também vem sendo bastante empregado. Associar aplicações de glicose e laser acelera o tratamento. A glicose é usada para secar os vasos mais grossos e o laser para os mais finos.

Outra possibilidade é secar com o laser combinado com a crioanalgesisa – um jato de ar a menos 18°C disparado sobre a região tratada para atenuar a dor provocada pelo feixe de luz do laser. Também é possível combinar polidocanol com glicose, produzindo uma agressão potente contra os vasinhos.

Fonte: Beleza & Saúde

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.
Três Estrelas