Página Inicial Notícias Como tratar unhas fracas?

Como tratar unhas fracas?

Escrito porRedação Wsports 13 de dezembro de 2016

Ter unhas quebradiças pode ser um pesadelo para nós mulheres, que adoramos ter as unhas sempre bem feitas e tratadas.  As unhas fracas, na maioria dos casos, são decorrentes de alterações e carências do organismo, principalmente de vitamina A, ferro e zinco. Quem apresenta hipotireoidismo também pode ter as unhas finas e frágeis. Normalmente quando as unhas estão fracas, o cabelo também está. Ele cresce menos e fica mais quebradiço. É preciso prestar atenção nos sinais dados pelo nosso organismo, que nos ajudam a detectar o que está faltando.

As alterações das unhas também podem estar associadas à diabetes, doenças de pele, gravidez e manuseio de produtos químicos. Médicos, cozinheiros e empregados em geral que lavam as mãos com muita frequência e usam produtos químicos podem ter suas unhas fracas e quebradiças, apresentando até mesmo irritação na pele.

O que você pode fazer para melhorar a saúde das suas unhas?

Os motivos para o enfraquecimento das unhas podem variar desde deficiências na alimentação até o uso constante de produtos químicos.

Boa alimentação:  As unhas são ricas em proteína e podem ser prejudicadas se o organismo da pessoa estiver em desequilíbrio, o que pode ser causado por uma dieta pobre ou mal elaborada. Neste caso, é preciso  investir em uma alimentação variada e rica em cálcio, ferro (vegetais verde escuro, carne vermelha, ovos e soja), vitaminas do complexo B e zinco (nozes, ostras e caranguejo).

Deixar as unhas sem esmalte:  pelo menos por um pequeno período, é importante para que as unhas consigam ser hidratadas.  Existem no mercado cápsulas de reposição nutricional e fortalecedores de unhas que podem ajudar na resolução do quadro. Quando o problema é externo, bases com queratina e formol a 2% feitas em farmácias de manipulação resolvem o problema das unhas fracas.

Use luvas para lavar a louça: O detergente provoca a desidratação das unhas, que são compostas basicamente de queratina.

Ao retirar o esmalte, evite acetona: A acetona resseca as unhas, as deixam sem brilho e com manchas brancas na superfície.  Ao retirar o esmalte tanto com acetona ou removedor, lave as mãos e passe um hidratante nas unhas. É extremamente importante não deixar esmalte velho nas unhas. Quando eles começam a descascar é hora de tirar.

Use base antes do esmalte: A base serve como uma proteção para as unhas, evitando que os componentes do esmalte entrem diretamente em contato com as unhas. Além disso, quem tem unhas fracas deve apostar em bases fortalecedoras que contenham carbonato de cálcio e derivados de quinino.

A base fortalecedora é muito eficaz. Ela age diretamente na queratina das unhas, unindo-as e deixando-as mais endurecidas. O melhor de tudo é que ela sai naturalmente com o tempo, então não precisa ser retirada com acetona ou removedores. Além disso, a base fortalecedora pode ser usada embaixo do seu esmalte preferido para proteger as unhas.

Evite retirar as cutículas: A cutícula é uma pele que protege a base das unhas contra a entrada de fungos e bactérias e, por isso, não deve ser retirada. Entretanto, por fins estéticos, já se tornou rotina eliminá-la toda vez que se vai à manicure. O ideal é  retirar apenas o excesso e verifique se os utensílios foram esterilizados. Fique atenta também à espátula que empurra a cutícula. Ela pode causar traumas nas unhas se não for manuseada com cuidado.

Hidrate as mãos e unhas:  Uma unha desidratada quebra e abre suas lâminas com facilidade. Para combater o problema, nada melhor do que um bom hidratante. Seu uso promove uma maior maleabilidade das fibras da proteína, impedindo que se rompam com facilidade.

Fonte: Beleza & Saúde