Página Inicial Notícias Governo repassa R$ 1,5 milhão para saúde de Lorena (SP)

Governo repassa R$ 1,5 milhão para saúde de Lorena (SP)

Escrito porRedação Wsports 22 de novembro de 2016

O município paulista de Lorena poderá equipar seu novo centro especializado em reabilitação. O Ministério da Saúde está repassando à prefeitura cerca de R$ 1,5 milhão para aquisição de material permanente e equipamentos.

A unidade, atualmente em construção, será especializada em reabilitação auditiva, física e visual e compõe a rede nacional de serviços voltados à pessoa com deficiência.

Serão adquiridos desde equipamentos médicos, como andadores, bicicletas ergométricas e audiômetros, até móveis e materiais permanentes de escritório, como mesas e computadores.

O secretário de Atenção à Saúde do Ministério da Saúde, Francisco de Assis Figueiredo, enfatiza a importância de se equipar adequadamente as unidades de atenção especializada.

“A atenção especializada exige a utilização de mais tecnologias do que, por exemplo, a atenção básica. É essencial garantirmos que unidades como essa, de cuidados à pessoa com deficiência, estejam completas e funcionando com eficiência”, explica.

Quando entrar em funcionamento, o Centro Especializado em Reabilitação (CER III) contará com profissionais de diversas áreas da saúde: um médico ortopedista/fisiatra/neurologista, um médico otorrinolaringologista, cinco fisioterapeutas, cinco fonoaudiólogos, dois psicólogos, dois terapeutas ocupacionais, dois enfermeiros e um responsável técnico.

A previsão é que o centro esteja finalizado em dezembro de 2016, e que a aquisição dos equipamentos e funcionamento das atividades seja iniciada dentro dos 90 dias após conclusão da obra.

CER

As pessoas que possuem algum problema de mobilidade e/ou que necessitam de reabilitação, órteses e próteses não cirúrgicas podem procurar um dos 147 Centros Especializados em Reabilitação (CER) habilitados pelo Ministério da Saúde, além das 25 oficinas ortopédicas fixas e uma oficina ortopédica itinerante em todo o País.

O SUS atende, pelo descrito no Sistema de Gerenciamento da Tabela de Procedimentos, Medicamentos e OPM, a um portfólio de 220 dispositivos de órteses, próteses e materiais especiais destinados aos cuidados à pessoa com deficiência (não relacionados ao ato cirúrgico), distribuídos em 33 tipos de OPM auxiliar de locomoção, 65 OPMs ortopédicas, 31 auditivas, 15 oftalmológicas e três gastroenterológica.

Estão atualmente em construção e qualificação (obras) 169 CERs e 40 oficinas ortopédicas. Anualmente, as ações do Ministério da Saúde beneficiam mais de três milhões de usuários por meio da Rede de Cuidados à Pessoa com Deficiência.

Reabilitação no SUS

Os serviços de reabilitação são executados em unidades especializadas de abrangência regional, qualificadas para atender as pessoas com deficiência. As equipes são formadas por profissionais como médicos, fisioterapeutas, terapeutas ocupacional, fonoaudiólogos, psicólogos e enfermeiros. Essas equipes fazem o trabalho de avaliação, diagnóstico, tratamento e reabilitação dos casos e também o planejamento do processo de reabilitação.

Os serviços de reabilitação podem incluir as modalidades auditiva, física, visual e intelectual. A reabilitação física conta com equipe multiprofissional para cuidados de reabilitação, prevenção e orientação familiar e concessão de órteses, próteses e meios auxiliares de locomoção.

Os serviços trabalham com atividades individuais ou em grupo, incluindo avaliação, adequação e acompanhamento, desenvolvendo habilidades para a autonomia, independência e melhoria das condições de vida das pessoas com deficiência.

Fonte: Portal Brasil