Página Inicial Notícias Turismo apresenta cartilha para melhorar serviços para viajantes LGBT

Turismo apresenta cartilha para melhorar serviços para viajantes LGBT

Escrito porRedação Wsports 11 de novembro de 2016
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Os turistas LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Transgêneros) representam 10% dos viajantes no mundo e movimentam 15% do faturamento do setor. Os dados são da Organização Mundial no Turismo (OMT) e mostram a importância desse segmento para o mercado turístico mundial. Com o intuito de melhorar o atendimento a estes viajantes, o Ministério do Turismo lança nesta sexta-feira (4) a publicação Dicas para atender bem turistas LGBT durante a Feira Internacional de Turismo de Gramado, Festuris, que segue até o sábado (05) na cidade gaúcha.

Na publicação, que estará disponível nos formatos impresso e online, é possível encontrar informações sobre legalidade, conceitos básicos e dicas de como atender bem. Entre os conceitos tratados no guia estão a diferença entre identidade de gênero, sexo biológico e orientação sexual. Foram produzidos 19 mil exemplares que serão distribuídos entre as secretarias estaduais e municipais de turismo.

“O Ministério do Turismo está atento aos públicos identificados como prioritários pelo Plano Nacional de Turismo. Precisamos entender as necessidades de cada perfil de viajante para oferecer o melhor atendimento possível para transformar a experiência do turista no país ainda mais positiva”, explicou o ministro do Turismo, Marx Beltrão.

No capítulo Dicas para atender bem, os estabelecimentos são orientados a tratar os clientes pelo nome social, oferecer promoções para casais e datas especiais, além de recomendar usar sempre o termo orientação sexual. A publicação é uma parceria do Ministério do Turismo com o Conselho Nacional de Combate à Discriminação e Promoção dos Direitos de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais e o Ministério da Justiça.

MERCADO – O turismo LGBT é um dos segmentos de mercado que mais crescem no mundo e um nicho atrativo para destinos turísticos. Estudos do World Travel EC1 Tourism Council revelam que o turista LGBT gasta, em média, 30% a mais e viaja 4 vezes mais do que outros segmentos. De acordo com a IGLTA (The International Gay & Lesbian Travel Association), o mercado de viagens gays e lésbicas movimenta US$54 bilhões anuais.  Além disso, 67% afirmam dar preferência aos meios de hospedagem que se posicionam como “gay-friendly”. Em agosto, o Rio de Janeiro ganhou o título de melhor cidade praia gay da América Latina.

No final de setembro, a 44ª ABAV Expo Internacional de Turismo, mais importante feira do setor no Brasil, também colocou o turismo LGBT em sua pauta de discussões. Franco Reinaudo, ex-agente de viagem especializado na clientela gay e atualmente diretor do Museu da Diversidade Sexual de São Paulo, apresentou estratégias para atrair e fidelizar a clientela gay: respeitar a diversidade sexual é uma forma de cativar os clientes do negócio.  “Quando se conhece e se entende a diversidade sexual, o preconceito acaba”, avaliou.

GUIAS SEGMENTADOS – O Ministério do Turismo lançou este ano guias para atender bem turistas de dois outros segmentos – pessoas com deficiência e idosos. “Estamos confiantes de que estamos no caminho certo para oferecer uma experiência turística de qualidade e atenta as demandas de cada um dos seguimentos definidos como prioritários no país”Isabel Barnasque, diretora substituta do Departamento de Formalização e Qualificação no Turismo.

Fonte: Ministério do Turismo

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.
Três Estrelas