Página Inicial Outros Esportes “Sem amigos”, Márquez aprende com rivais e sonha em correr com irmão

“Sem amigos”, Márquez aprende com rivais e sonha em correr com irmão

Escrito porRedação Wsports 12 de abril de 2017
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Grande nome da Moto GP nas últimas quatro temporadas, com três títulos, o espanhol Marc Márquez é inspiração para toda uma nova geração de pilotos. Aos 24 anos, o torcedor do Barcelona revelou que não faz grandes amizades dentro do esporte, mas que aprende muito disputando com seus rivais de pista. O piloto ainda comentou sobre seu irmão, Álex Márquez, piloto da Moto 2.
“Ídolos já tive muitos. Mais que ídolos, tenho referencias, gente que tento aprender. Valentino, aprendo muitas coisas dele. Dani Pedrosa também, meu companheiro de equipe. Assim como Viñales. Vejo quais pontos fortes ele tem e o importante é querer aprender com eles”, afirmou o piloto da Honda, atual campeão da categoria, durante entrevista coletiva em São Paulo nesta terça-feira.
Competindo desde 2008, Márquez chegou à principal categoria do motociclismo em 2013, conquistando logo seu primeiro título e deixando o hexacampeão Valentino Rossi, um dos maiores da história da Moto GP, na quarta posição.
“O primeiro encontro com Rossi foi frio. Somos competitivos e todos temos o mesmo pensamento, queremos ganhar. É um grande profissional. Não sou amigo de sair de ninguém. Somos companheiros de Moto GP, mas somos todos rivais”, acrescentou Marc.
> Receba as notícias do esporte em primeira mão. Curta a página Wsports no Facebook
Aos 38 anos, o italiano da Yamaha segue pilotando em alto nível, terminando entre os três primeiros nas últimas três temporadas. “Valentino é um ícone, uma pessoa muito importante. Quando ele parar de correr, veremos. Quando parar, também. Acredito que ele tem motivação ainda para seguir nas corridas”, falou o catalão.
No último domingo, no GP da Argentina, Márquez largou na primeira posição, mas sofreu uma queda e acabou abandonando. Correndo na Moto 2, seu irmão, Álex, também caiu e perdeu a segunda colocação no fim de semana.
“Não foi o domingo da família Márquez. Mas estou muito feliz por ele, está conseguindo resultados na moto. Ano passado foi difícil, teve problemas no antebraço, mas na primeira corrida acabou em quinto e na segunda ficou perto da vitória”, disse.
“Eu assinaria agora. Seria um sonho extraordinário poder competir com meu irmão, ainda mais na mesma equipe, mas sei que é uma coisa muito difícil de acontecer”, completou o espanhol.
Depois de seu pior começo de temporada, com um quarto lugar e um abandono, Márquez é o oitavo colocado no mundial de pilotos, com 13 pontos. Vencedor no Catar e na Argentina, o italiano Maverick Viñales lidera com 50 pontos, enquanto Valentino tem 36.

Foto: Djalma Vassão | Fazeta Press

 

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.
Três Estrelas