radio-wsports
Clique e ouça aqui!

15 anos do tri: Cicinho relembra conquista e cita ‘ano mágico’ do São Paulo

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram
Share on skype

Há exatos 15 anos o São Paulo erguia a taça de campeão mundial pela terceira vez em sua história. Em um ano de muitas conquistas para o Tricolor -Campeonato Paulista e Libertadores- o torcedor são-paulino viveu fortes emoções naquele 18 de dezembro de 2005. Na noite em Yokohama, no Japão, mas ainda manhã no Brasil, o time paulista cravou mais uma glória em sua rica e vitoriosa trajetória.

Time brasileiro com mais títulos mundiais em seu currículo, o São Paulo foi a campo para a final após vencer o Al-Ittihad, da Arábia Saudita, por 3 a 2, com gol de Rogério Ceni. Depois da ‘batalha’ na semifinal, o sonho de mais uma estrela no peito ficou ainda mais tangível, apesar da campanha impecável do adversário: o Liverpool-ING vinha de sequência invicta, além de ter vencido a Liga dos Campeões em partida histórica na final contra o Milan-ITA.

Bodytech 300X200

Cicinho, lateral direito do São Paulo entre os anos de 2004 e 2005, relatou que o elenco já era conhecedor das dificuldades que enfrentariam diante do Liverpool. “Nós sabíamos que seria muito difícil, até pelo momento que viviam, mas digamos que nós entramos em campo já com o não, porque nós éramos os desacreditados. Cada jogador teria que se superar dentro de campo, fazendo algo mais. E foi isso que nós fizemos”, revelou.

O jogo
Com as competições nacionais encerradas, o São Paulo foi ao Japão com força total, contando com Aloisio, assistente direto no gol do título marcado por Mineiro, que havia desembarcado recentemente no Morumbi. Ainda no primeiro tempo, Aloisio recebeu do zagueiro Fabão e deu lançamento preciso para o volante Mineiro completar a bela jogada com o gol, aos 26 minutos.

Mas, claro que os ingleses presionariam. O volante espanhol Xabi Alonso tentou em cabeçada logo na sequência do gol. Pouco depois, Gerrard cobrou falta que entrou para a história tricolor, já que Rogério Ceni praticou uma defesa monumental e impediu o gol inglês. Apesar de toda o ímpeto europeu, e três gols corretamente anulados, a vontade são-paulina falou mais alto e o fim de jogo foi de muita comemoração paulista.

O ano
O 2005 mágico ainda perdura na memória dos torcedores, jogadores e dirigentes são-paulinos. Cicinho, um dos líderes da equipe naquele mundial há 15 anos, falou do peso da conquista: “Falar do São Paulo, para mim, é a coisa mais fácil do mundo. Na minha vida, representa um amor incondicional, é o clube do meu coração. A definição daquele ano seria como um ano mágico, porque conquistar o Paulista, a Libertadores e o Mundial eram os nossos objetivos”, finalizou.

Ficha técnica:
São Paulo 1 x 0 Liverpool
Data: 18 de dezembro de 2005;
Local: estádio Internacional de Yokohama, em Yokohama (JAP);
Árbitro: Benito Armando Archundia (MEX);
Gol: Mineiro, 26’ do primeiro tempo.

São Paulo: Rogério Ceni; Fabão, Lugano e Edcarlos; Cicinho, Mineiro, Josué, Danilo e Júnior; Amoroso e Aloísio (Grafite). Técnico: Paulo Autuori.

Liverpool: Reina; Finnan, Carragher, Hyypia e Warnock (Riise); Sissoko (Pongolle), Gerrard, Xabi Alonso, Luís Garcia e Kewell; Morientes (Crouch). Técnico: Rafa Benítez.

Foto: Arquivo Histórico do São Paulo Futebol Clube
Sob supervisão de Luiz Minici*

Leia Mais

W Sports