ALERTA NA SÉRIE C – Jogadores do Mogi Mirim ainda não receberam nada e outro WO pode acontecer neste fim de semana

Mais uma vez, o Campeonato Brasileiro da Série C, entra em estado de alerta. A situação do Mogi Mirim na competição ainda não está resolvida,  e um outro WO na competição nacional pode acontecer neste fim de semana na cidade Juiz De Fora em Minas Gerais.

Em entrevista agora há pouco no programa W Sports News, exibido em televisão para Ribeirão Preto e região, os advogados Tiago Fernandes e Carlos Mancini, fizeram um Alerta. “ Os jogadores do Mogi Mirim ainda não receberam nada, o depósito de 50% dos salários será feito amanhã. Mas não sabemos ainda ,se os atletas aceitarão receber um salário em duas vezes. A outra parte será paga em 11 de setembro. Nosso sindicato está acompanhando muito de perto esta situação, e a Federação Paulista também”.

Coxilha dos Pampas 300X200

Ambos, são advogados representantes legais do Sindicato dos Atletas Profissionais do Estado De São Paulo para a região de Ribeirão Preto, que é comandado pelo presidente Rinaldo Martorelli.

Ao contrário do que seu leu esta semana, os jogadores do Mogi Mirim não receberam ainda nenhum centavo dos salários atrasados até o momento.

A proposta da Federação Paulista de Futebol, é pagar 50% referente um salário nesta sexta feira (18), e a outra metade, dia 11 de setembro, dois dias depois do término da primeira fase da Série C, que se encerra em 09 de setembro.

Apenas dois jogadores não receberiam este valores, são eles: O meia Cristian e o goleiro Marcio, que já passou pelo Botafogo de Ribeirão Preto. O detalhe, é que não se sabe até agora, se os jogadores do Sapão aceitarão a proposta de dividir um salário em duas vezes, como disseram os advogados.

O jogador Cristian concedeu uma entrevista na Rádio Globo de Juiz De Fora,  afirmando que espera pelo pagamento integral, de pelo menos um salário para a equipe se apresentar em Juiz De Fora.

A partida contra o Tupy-MG, está marcada para este sábado(19), ás 16h.  Se os jogadores do Mogi Mirim não aceitarem a proposta da FPF, a probabilidade de ocorrer mais um WO, é muito grande.

Um segundo WO consecutivo da equipe do Mogi, configuraria na eliminação da equipe paulista da Série C.

Com isso, os pontos conquistados contra ele no decorrer da competição não teriam mais validade, e por isso, seriam deduzidos na classificação dos times que compõe o Grupo B da competição.  O que causaria um grande trauma na competição.

A decisão dos jogadores sobre disputar a partida em Juiz de Fora, só deverá ser anunciada amanhã pelos atletas. Tiago Fernandes e Carlos Mancini, afirmaram que o Sindicato dos Atletas Profissionais do Estado de São Paulo, tem dado total apoio aos jogadores do clube do interior paulista.

Para eles, a situação que envolve o Mogi Mirim é muito grave e pode ser um divisor de águas em competições nacionais e estaduais.

O programa na íntegra, está no facebook.com/wsports

Gran Steak 500×300
Novo Shopping 500×300
Tonin 500×300
%d blogueiros gostam disto: