Análise: Expulsões merecem puxão de orelhas; Atuação traz esperança

O empate do último sábado com o Tupi, por ter sido uma partida fora de casa, dá a possibilidade de interpretar o resultado de maneira positiva, entretanto, quem assistiu à partida, percebeu a nítida superioridade do time Botafoguense em relação aos mineiros.

É claro que, mais uma vez, a expulsão precoce de um jogador, prejudicou toda a estratégia do time. Expulsões que carecem de um puxãozinho de orelhas por parte da comissão técnica, já que em cinco partidas, o Botafogo teve dois jogadores expulsos de forma direta.

+ Com um a menos, Bota arranca empate em Juiz de Fora

A superação é um dos pontos positivos do time, que mesmo com inferioridade numérica, criou as melhores oportunidades de marcar. É fato que o time do Botafogo é um dos melhores da divisão. Opções, jogadores versáteis e um bom treinador, porém, dentro do campo são 11 contra 11 e o time precisa mostrar sua força ganhando jogos.

Confira as notas dos jogadores do Botafogo na partida:

João Lucas: Vem mostrando evolução a cada jogo, mas tem deixado a desejar nas bolas aéreas. Contra o Tupi nada pôde fazer no gol adversário. Nota: 6

Marcelinho: Muito bem no setor defensivo, o jogador dá liberdade para Pimentinha jogar livre no ataque. Deve seguir como titular do time. Nota: 6,5

Carlos Henrique: Seguro, teve mais uma atuação sólida contra o Tupi. Cresce a cada jogo, titular absoluto. Nota: 7

Plínio: Começou um pouco inseguro, algo que não é do seu feitio. Melhorou no decorrer do jogo e não teve culpa no gol sofrido. Nota: 6,5

Peri: Ótima válvula de escape pelo lado esquerdo. Não subiu no lance gol. Poderia ter dificultado a cabeçada do atacante do Tupi. Nota: 5,5

Yuri: Melhor jogador em campo. Efetuou vários desarmes importantes e puxou bons contra-ataques no segundo tempo. Nota: 8

Everton Heleno: Prejudicou o time. Expulso por puro destempero. Teve o tipo de atitude que não é compatível com um jogador que é um dos líderes do time. Nota: 2

Garré: Sacrificado por conta da expulsão. Pouco pôde produzir no momento em que esteve em campo. Nota: 5

Felipe Augusto: Não teve o mesmo brilho da rodada passada, mas foi o autor do gol de empate do Pantera. Vem se mostrando importantíssimo no time. Nota: 7

Jheimy: Apesar de mandar na trave a melhor oportunidade de virar o jogo, esteve abaixo do que pode produzir. Ainda está devendo. Nota: 5,5

Pimentinha: Não teve o mesmo brilho da estreia. Após a expulsão precisou ajudar mais na marcação, o que de certa forma, prejudicou sua atuação no campo de ataque. Nota: 6,5

Serginho: Entrou no lugar de Garré após a expulsão de Heleno com a função de reforçar a marcação. Não foi bem, deu espaços e falhou no gol do Tupi. Nota: 4

Elder Santana: Entrou com vontade, porém, errou praticamente todas as jogadas que tentou, desperdiçando boas oportunidades de contra-ataque. Nota: 5

Caio Dantas: Está no banco de reservas, mas vem pedindo passagem. Outra vez entrou ligado e bastante participativo. Nota: 6

Foto: Leonardo Costa

 

 

 

%d blogueiros gostam disto: