radio-wsports
Clique e ouça aqui!

Análise: Mudança de Condé não surte efeito; Derrota liga alerta no Botafogo

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no skype

O Botafogo conheceu a sua primeira derrota no brasileiro e com o resultado negativo veio uma enxurrada de críticas ao trabalho do técnico Léo Condé. A opção do treinador pela entrada de Elder Santana na vaga de Pimentinha gerou polêmica.

A modificação não surtiu efeito e o Pantera foi pouco efetivo no setor ofensivo. Entretanto, a derrota não pode ser justificada apenas pela substituição. Em linhas gerais, o Botafogo não atuou bem, deixou muito espaço e sofreu dois gols em lances de bola aérea, que foram alertadas pelo técnico.

UNIMED

+ Botafogo perde para Operário e encerra invencibilidade na Série C

A atuação como um todo foi bem abaixo do esperando, já que o time teve um nível de atuação completamente nos últimos jogos. Em Ponta Grossa nada funcionou. A posse de bola e as boas chances de gol originadas pela movimentação entre os homens de frente não pode ser vista no confronto do último domingo.

O Botafogo está em construção e este é o tipo de derrota que serve para ligar o alerta do time, que terá tempo para se estruturar para a próxima rodada, onde visita o Ypiranga, no sul do país.

Confira as notas dos jogadores do Botafogo:

Tiago Cardoso: Voltou de lesão e não teve culpa em nenhum dos gols sofridos. Sentiu um pouco da falta de ritmo em alguns lances de bola aérea e em reposições. Nota: 5

Lucas Mendes: Não repetiu as boas atuações dos últimos jogos. Levou um cartão amarelo desnecessário no começo da partida e foi substituído no intervalo. Nota: 4,5

Carlos Henrique: Teve atuação abaixo das últimas rodadas. A falta de entrosamento com Gilberto pode justificar o rendimento abaixo. Vacilou no primeiro gol do Operário. Nota: 4,5

Gilberto: Titular pela primeira vez, Gilberto foi melhor que seu companheiro na partida, mas também vacilou no primeiro gol. Nota: 5

Peri: Vem mantendo a boa fase e é uma das principais válvulas de escape do time. Assim como foi no paulistão, Peri é um dos jogadores que mais tocam na bola. Nota: 6

Serginho: Não repetiu a boa atuação do duelo contra o Joinville. Deixou espaços no meio-campo. Pode render mais. Nota: 5

Yuri: Outro que também esteve abaixo. Não repetiu o bom nível apresentado nos demais jogos. Nota: 5,5

Garré: Brigou muito e tentou levar o Botafogo à frente em quase todo o tempo. Errou muitos passes. Precisa melhorar. Nota: 6

Felipe Augusto: Artilheiro do time na competição, não teve chances de gol na partida. Pouco foi acionado em quase todo o jogo. Nota: 5,5

Jheimy: Autor do gol do Botafogo na partida, Jheimy perdeu grande chance de empatar numa jogada de pura displicência onde quis encobrir o goleiro. Não pode vacilar na cara do gol. Nota: 6

Elder Santana: Atuação ruim. Errou praticamente tudo o que tentou, quando tentou. Pouco participativo, foi presa fácil para a defesa do time de Ponta Grossa. Nota: 3

Marcos Martins: Recuperado de lesão, voltou bem. Deu boa opção pelo lado direito e mostrou que vai brigar pela titularidade. Nota: 6

Tchô: Deu bons passes, mas entrou num momento em que o time já estava entregue. Pouco pode fazer. Nota: 5

Pimentinha: Entrou nos minutos finais do jogo e não pode mudar muita coisa. Nota: 5

Foto: José Tramontin /OFEC

Leia Mais

W Sports