Bicampeão da América, Abel Ferreira iguala o feito de Lula e Telê Santana

Finalista pelo segundo ano consecutivo da Taça Libertadores da América, o técnico português Abel Ferreira pode entrou para um seleto grupo de bicampeões da competição continental, que conta com nomes renomados como Luís Alonso Pérez, o Lula (Santos) e Telê Santana (São Paulo). Além disso, alcançou o status de único europeu a ter mais de uma taça sul-americana no currículo.

Aos 42 anos e pouco mais de uma temporada de Palmeiras, Abel Ferreira coleciona três títulos em sua galeria: duas Libertadores e uma Copa do Brasil. O atual comandante palestrino desembarcou no clube alviverde no dia 2 de novembro de 2020 e levou o terceiro caneco -o segundo da Libertadores- neste sábado (27) diante do Flamengo, após vitória por 2 a 1, na prorrogação.

Bicampeões
O técnico português igualou o feito de Lula e Telê Santana. Luís Alonso Pérez, o Lula, foi o primeiro técnico brasileiro a ser bicampeão da Libertadores. Responsável por comandar o Santos de Pelé e companhia, venceu os títulos de 1962 e 1963, contra o Penãrol-URU e Boca Juniors-ARG, respectivamente.

Nos anos 1990, foi a vez de Telê Santana chegar ao posto de bicampeão continental. No banco de reservas do São Paulo, o treinador levou o clube do Morumbi aos títulos de 1992 e 1993 contra Newell’s Old Boys-ARG e Universidad Católica-CHI. Telê ainda quase chegou ao terceiro título em 1994, mas foi superado pelo Vélez Sarsfield-ARG.

Europeus e naturalizados
Com a conquista da América pela segunda vez, Abel Ferreira se torna o único europeu a ser bicampeão da Libertadores. O primeiro treinador campeão do Velho Continente foi o croata Mirko Jozic, que em 1991 comandou o Colo-Colo-CHI e venceu o Olímpia-PAR.

Em 2019 foi a vez de outro português –Jorge Jesus-, que no comando do Flamengo superou o River Plate-ARG. Ainda na década de 1970, o Ítalo-argentino Humberto Maschio, que nasceu na Argentina mas que se naturalizou italiano, também foi bicampeão da Libertadores pelo Independiente-ARG em 1973 e 1974.

Por Breno Benedito,
com colaboração de Luiz Minici

Leia Mais

W Sports
Espaço Publicitario