Página Inicial Botafogo SP Meia defende treinos fechados no Bota e se diz à disposição para atuar em posições diferentes

Meia defende treinos fechados no Bota e se diz à disposição para atuar em posições diferentes

Escrito porGabriel de Faria 30 30America/Sao_Paulo Janeiro 30America/Sao_Paulo 2017

Um dos nomes mais badalados entre os reforços do Botafogo para a disputa do Paulistão, o meia Rafael Bastos se diz a favor de jogos-treino e treinos fechados, assim como aconteceu contra o Ituano, na última sexta-feira, em Itu.

Para o jogador, “esconder o jogo” da imprensa e torcedores dificulta a estratégia do adversário, aumentando as chances de surpreender o Palmeiras, próximo rival, em pleno Allianz Parque.


“É importante (esconder os treinamentos). A gente já sabe da qualidade do Palmeiras e se a gente der a escalação para eles facilita. Eles transmitem o jogo-treino deles, mas lá tem 30 jogadores, é mais fácil. Se passar os nossos jogos, o Eduardo (Baptista, técnico do Palmeiras) é muito inteligente, vai ver os nossos pontos fracos e vai tentar explorar”, afirmou Bastos.

> Receba as notícias do Pantera em primeira mão. Curta a página Wsports no Facebook

O atleta também se colocou à disposição de Moacir Júnior para atuar em posição diferentes. Meia de origem, Bastos também pode jogar como atacante, mas não descartou atuar até como volante.

“Eu sou o tipo de jogador que, onde o treinador me colocar, eu dou os 100%. Vou lutar, trabalhar muito para honrar as cores do Botafogo. A gente sabe da responsabilidade por ter sido uma grande contratação e o futebol hoje é dinâmico, não dá para escolher posição. Até de segundo volante eu estou na disputa, quem tem a ganhar é o Botafogo”, completou.

O jogo entre Pantera a Palmeiras é nesse domingo, às 17h, no estádio Allianz Parque, pela primeira rodada do Paulistão.

Foto: Luís Augusto | Ag. Botafogo

         Leia mais