Brenno diz que não renunciará, e afirma que candidatura de Cidinha é legal e atende o estatuto

Em entrevista a rádio Rede Fé 94,9 Mhz e ao site W Sports , o presidente do Comercial de Ribeirão Preto, afirmou que mesmo não havendo eleição nesta segunda feira, não deixará o cargo.

Nas últimas semanas a imprensa esportiva local  divulgou amplamente que Brenno Spinelli Martins, entregaria sua carta de renúncia, independente do fato de haver eleição ou não no clube.

Tonin 300X200

–  Acho que houve engano da imprensa. Em nenhum momento eu falei que renunciaria o cargo de presidente. O que eu disse é que eu faria a transição imediata para o próximo presidente –

O pleito comercialino estava marcado para hoje, mas, por falta de candidato será adiado. A definição da nova data será decidida na reunião do conselho na noite de hoje no estádio Dr. Francisco de Palma Travassos.

Brenno, disse também que seus vices seguirão a mesma decisão. Só deixarão os cargos quando o novo presidente for eleito.

O dirigente já havia feito criticas abertamente ao Conselho Deliberativo não concordando com a antecipação da eleição.

Na oportunidade, o presidente do conselho respondeu que a antecipação atendia uma determinação do estatuto do clube, e que não se tratava de uma decisão pessoal

Nesta mesma entrevista, Spinelli deixou claro que na sua opinião, a candidata Cidinha Sembeneli, teria condições de disputar as eleições programadas para hoje.

Ele afirmou que o atual estatuto garante condições para elege-la. Para defender sua tese o presidente se apega ao parágrafo terceiro do artigo 57, que cita:

III – Ter cumprido no mínimo , ainda que parcialmente um mandato como conselheiro do clube.     

Baseado neste parágrafo, Brenno Martins considera  que a candidatura de Cidinha Sembreneli  é legal, pois, ela é conselheira do clube há alguns meses.

Veja o que cita o artigo sobre eleição.

Artigo 57. O associado que pretende se candidatar ao cargo de presidente, ou, vice presidente da diretoria executiva e membro da diretoria do Conselho Deliberativo deverá :

I – Ter no mínimo 21 anos de idade

II – Ter no mínimo 1 ano de filiação associativa ininterrupta

III – Ter cumprido no mínimo , ainda que parcialmente um mandato como conselheiro do clube.

Também entrevistado pelo site W Sports o  presidente do conselho Fábio Hersi, sustentou que a candidata não está neste momento apta para disputar a eleição, porque não atende a integralidade do artigo do estatuto que rege a eleição no Comercial-SP

Segundo Hersi, Cidinha já teria assinado na manhã desta segunda feira um comunicado confirmando sua inelegibilidade.

Novo Shopping 500×300
Tonin 500×300
Gran Steak 500×300
%d blogueiros gostam disto: