Bronze no Rio 2016, Rafael Silva conquista nova medalha no Grand Slam de judô em Paris

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no skype

O judô brasileiro se despediu do Grand Slam de Paris com o bronze de Rafael Silva (+100kg), conquistada na penúltima luta do tradicional torneio francês. O pesado medalhista de bronze nos Jogos Londres 2012 e Rio 2016 conseguiu um ippon sobre o bósnio Harun Sadikovic e ficou com a terceira colocação. Eduardo Yudi Santos (81kg) também chegou à disputa do bronze neste domingo, dia 12, mas sofreu o ippon contra o francês Baptiste Pierre e acabou na quinta colocação. Os próximos compromissos da seleção brasileira são os Abertos de Roma (masculino) e Oberwart (feminino) nos dias 18 e 19 de fevereiro e o Grand Prix de Dusseldorf nos dias 24, 25 e 26.

“É importante começar a temporada com medalha, ainda mais em uma competição como o Grand Slam de Paris. O foco é a classificação para o Mundial e, garantindo essa vaga, também ter uma boa participação na competição que é a mais importante do ano. A redução de tempo deu uma dinâmica diferente de luta. Já vínhamos treinando para isso mas sentir na pele é outra coisa. Outra mudança importante que mexeu um pouco com a forma de lutar foi o fato de as punições não definirem a luta como critério de desempate”, disse Rafael Silva.

Gran Steak 500×300

> Receba as notícias do esporte em primeira mão. Curta a página Wsports no Facebook

Rafael Buzacarini (100kg) e Victor Penalber (81kg) venceram uma luta mas pararam nas oitavas-de-final. Maria Portela (70kg), Maria Suelen Altheman (+78kg), Luciano Correa (100kg) e David Moura (+100kg) também lutaram neste domingo, mas não conseguiram avançar em suas chaves.

Foto: Divulgação | CBJ

Leia Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *