Bronzeamento com biquíni esparadrapo vira moda na capital paulista

Depois do sucesso do biquíni feito de fita isolante, que se tornou hit entre as cariocas neste verão, as paulistanas estão enchendo as clínicas de bronzeamento da capital e utilizando um acessório curioso para conquistar a cor e a maquinha da estação.

“Como não temos o costume de pegar o ‘sol na laje’, esse artigo é o que deixa a marquinha mais bonita. A luz da máquina de bronzeamento não atravessa o tecido e deixa a pele intacta”, explica Carolina Mazzi, que é sócia da irmã Natasha em uma rede de clínicas de bronzeamento.

> Receba as notícias de saúde e beleza em primeira mão. Curta a página Wsports no Facebook

Já quem prefere o bronzeamento na máquina de luz ultravioleta, pode escolher entre sessões de trinta, quarenta ou sessenta minutos (com preços de 55, 75 e 110 reais, respectivamente).

“Para quem vai estrear na técnica, o indicado é realizar uma sessão por semana até obter o tom desejado. Já para a manutenção da cor, é preciso apenas de uma sessão por mês”, orienta Carolina Mazzi.

A técnica de bronzeamento artificial realizada com máquinas de luz ultravioleta é liberada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Foto: Arquivo pessoal
Fonte: Beleza de Blog

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: