Clubes pressionam CBF por mudanças na Série C; veja as propostas do Bota e das outras equipes

Após mais uma reunião com a CBF os clubes que disputarão a Série C do Campeonato Brasileiro apresentaram propostas de mudanças para o sistema de disputa e alguns pontos no regulamento. Apesar de nada definido, o presidente do Botafogo, Gerson Engracia Garcia, falou sobre alguns assuntos discutidos e que podem ser implantados já para essa temporada (o Conselho Arbitral da competição acontece na próxima quarta-feira)

Confira algumas propostas

Novo Shopping 300X200

Sistema de disputa

  • Mantendo o atual

Preferido da CBF, o atual sistema com dois grupos de dez times, que se enfrentam em ida e volta e os quatro melhore passam às quartas de final, deve ser mantido ainda para essa temporada. Segundo a entidade, a disputa já está consolidada e não seria bom mudar

  • Quadrangular

Uma das propostas do sistema de disputa seria manter os dois grupos de dez times com os quatro melhores passando a uma nova fase, mas em vez de se enfrentarem em um mata-mata, duas chaves com quatro times seriam criadas, sendo que dois clubes do Grupo A e dois do B se juntavam nas novas chaves.

Assim, as equipes se enfrentariam em ida e volta dentro de suas chaves e os quatro melhores subiam de divisão. O ponto contra a esse sistema é que aumentaria o número de viagens das equipes classificadas.

  • Turno único

Mais uma proposta dos clubes seria todos contra todos em turno único. Ou seja, 19 rodadas. Após a última rodada, os quatro melhores subiam direto, sem mata-mata e sem um novo chaveamento.

Essa proposta esbarra também nos números de viagens, que seria ainda maior que os outro sistema proposto.

Jogadores inscritos

Atualmente o time pode inscrever jogadores até quase o fim do returno. A nova proposta dos clubes seria limitar os inscritos para 30 jogadores por equipe, sendo que cinco necessariamente deverá ter menos de 23 anos, valorizando jogadores da base dos clubes.

O prazo para inscrever os 30 jogadores seria até a primeira rodada do segundo turno da primeira fase.

> Receba as notícias do futebol em primeira mão. Curta a página Wsports no Facebook

Questão financeira

A mais falada e cobrada pelos clubes, a parte financeira ainda não evoluiu. O presidente Gerson Engracia Garcia usa como exemplos a Copa do Nordeste, a Copa Verde e até a Copa Paulista, que pagam direitos de transmissão da TV, ao contrário da Série C, que é transmitida, mas não tem verba por esse quesito.

O dirigente destacou que a CBF se esforça nesse ponto, apesar de ainda não ter mostrado resultados positivos.

Duração da competição

Jogos de final de semana apenas não é uma boa. Para os clubes, fica difícil de arrecadar com bilheterias, já que renda dos jogos ajuda no pagamento da folha salarial. Seria importante ter mais jogos durante o meio de semana, elevando, consequentemente, o número de jogos em casa por mês.

Foto: Rogério Moroti | Ag. Botafogo

Gran Steak 500×300
Novo Shopping 500×300
Tonin 500×300

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: