Com mais quatro reforços, Botafogo fecha o grupo para a Série C

O Botafogo apresentou os quatro últimos reforços para a disputa do campeonato brasileiro. Dois volantes, um meio-campista e um atacante de beirada, estes são os novos jogadores do Pantera.

Leandro Salino e Léo Baiano são volantes e chegam para dar mais opções ao setor de marcação do time. O primeiro tem vasta experiência no futebol internacional. É tricampeão grego e disputou o maior campeonato europeu, a liga dos campeões, em diversas oportunidades.

“A experiência é sempre bem vinda, eu joguei vários campeonatos fora, enfrentei grandes jogadores, disputei Champions League, mas o futebol hoje é muito dinâmico e não importa a idade do jogador, tem que correr atrás porque currículo não garante titularidade”, afirmou Leandro Salino.

+ “A experiência conta muito”, afirma Tchô sobre o elenco Botafoguense

O segundo, Léo Baiano, chegou do Mirassol, justamente no momento em que Serginho, volante titular, está suspenso. Para ele, a briga por posição será sadia.

“A briga é sadia e o professor vai decidir por quem estiver melhor. É trabalhar e ver quem ele optará para entrar em campo”, disse Léo Baiano.

Os outros reforços são o meio-campo Marquinhos, que estava no São Bento e Gilsinho, que chega da Ferroviária. Com a responsabilidade de vestir a 10, Marquinhos garante que não sentirá a pressão por vestir uma camisa tão pesada.

“É uma responsabilidade gostosa vestir a camisa 10. É muito bom ter a confiança da comissão técnica e do treinador do time. É trabalhar firme e corresponder as expectativas”, contou Marquinhos.

Marquinhos vestiu a 10 na apresentação (Foto: Murilo Bernardes / WSports)

Gilsinho, dos últimos reforços, é um dos que possui mais rodagem. Passou por clubes de expressão no cenário nacional e fez carreira no futebol japonês.

“Estou muito feliz com a oportunidade, quero agradecer a todos pela confiança e espero corresponder à altura. Acho que o Botafogo é um grande time. Eu estava na Ferroviária, o time não se classificou e eu tive a oportunidade de vir para cá”, afirmou Gilsinho.

 

%d blogueiros gostam disto: