Condé elogia movimentação de Everton Santos no ataque Botafoguense

Após a lesão de Tchô, Léo Condé apostou em Everton Santos para vestir a camisa 10 do Botafogo. Atacante de origem, o jogador tem características de velocidade e costuma cair mais pelos lados do campo, mas devido a necessidade, está jogando no meio.

Apesar de não ser especificamente um meio-campista de criação, o jogador ganhou a confiança do treinador e foi titular nos últimos dois jogos do Pantera. Contra o Joinville foi bem, porém, no duelo com o Operário teve dificuldades.

Coxilha dos Pampas 300X200

+ Visando casa cheia, Botafogo mantém promoção de ingressos

Para o técnico Léo Condé, dois jogos não são suficientes para avaliar o trabalho do jogador e afirma estar satisfeito com o desempenho de Everton Santos, levando em consideração a falta de ritmo que o jogador tinha.

“Eu penso que dois jogos não são suficientes para fazer uma avaliação de um atleta. Ainda temos dois jogos e vamos continuar analisando as possibilidades. Até aqui, pela falta de ritmo que o Everton estava, tem agradado bastante, porque ele fez um bom segundo tempo contra o Joinville e contra o Operário, no meu entendimento, também foi bem”, afirmou Condé.

Segundo Condé, modificar muito a equipe dificulta o encontro do equilíbrio dentro do time. O treinador também valoriza o ganho de movimentação próximo a área com a entrada de Everton.

“No futebol é muito difícil você conseguir equilibrar um time quando existem muitas mudanças. Você sempre vai ganhar por um lado e perder pelo outro. A entrada do Everton nos deu uma movimentação bastante interessante próximo da área, ajudando muito o Caio e chegando como um segundo atacante”, contou o treinador Botafoguense.

Foto: Leonardo Del Sant / WSports

Drogao 500×300
Gran Steak 500×300
%d blogueiros gostam disto: