Conheça 6 destinos turísticos onde o chocolate é o atrativo principal

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram
Share on skype

Viajar é bom, mas viajar para comer chocolate é melhor ainda! O Brasil é repleto de destinos incríveis que valem a viagem apenas para conhecer de perto a produção do doce e, claro, degustá-lo. No Dia Mundial do Chocolate, celebrado ontem quarta-feira (07.07), a Agência de Notícias do Turismo apresenta algumas das cidades mais procuradas pelos chocólatras para matar a vontade da guloseima mais popular do mundo.

As vizinhas Gramado e Canela (RS) são as mais conhecidas e reúnem atrações de dar água na boca. As duas cidades “respiram” chocolate e para quem visita a região está liberado comer a guloseima de manhã até à noite! Lá é possível visitar inúmeras lojas, minifábricas e até um parque temático com mais de 200 esculturas produzidas inteiramente de chocolate. A Torre Eiffel, por exemplo, mede 4 metros de altura, pesa 800 quilos e demorou mais de 100 horas para ser produzida.

Bodytech 300X200

Em Vila Velha, no Espírito Santo, está localizada a fábrica da Garoto, uma das maiores fabricantes de chocolate do mundo. O destino oferece os “chocotours”, que incluem passeio pela fábrica e pelo museu do chocolate. Durante a visita é possível acompanhar o processo de fabricação do produto e até degustar alguns bombons.

Em Monte Verde, Minas Gerais, a tradição do chocolate acompanha os moradores desde 1978. A Fábrica de Chocolate Gressoney produz mais de 100 tipos da iguaria e já virou atrativo turístico da cidade.

Apesar de o Sudeste e o Sul abrigarem os destinos mais conhecidos para o consumo do doce, é no Norte e no Nordeste que estão os maiores produtores nacionais da matéria-prima do chocolate, o cacau. O Brasil é o 7º maior produtor mundial do fruto e a produção nacional se concentra, em grande parte, na Bahia e no Pará.

Destinos oferecem visitação às plantações de cacau, matéria-prima do chocolate. Crédito: Márcio Filho/MTur

A ilha de Combu (PA), localizada nos arredores de Belém, é famosa por vender chocolates 100% artesanais, feitos com o cacau plantado no terreno dos produtores. O doce é a segunda maior fonte de renda das famílias, perdendo apenas para o açaí. Mas a fama turística de Combu vai além do chocolate. A ilha oferece opções de lazer como passeio no rio Guamá e trilhas ecológicas.

O município de Ilhéus (BA) pode ser conhecido por suas belas praias, mas também é considerada a capital do cacau. O destino é ideal para quem quer conhecer todo o processo produtivo do chocolate, desde as plantações do fruto até o doce pronto para consumo. Na região, conhecida como Costa do Cacau, o turista pode visitar fazendas de plantação do cacau e conhecer a primeira fábrica de chocolate artesanal do Nordeste.

A Rota do Chocolate proporciona ao turista uma imersão na história, cultura e gastronomia do Sul da Bahia. A implantação da Estrada do Chocolate, entre Ilhéus e Uruçuca, proporciona aos turistas a experiência de conhecer o processo de produção do cacau, desde as plantações à seleção e secagem das amêndoas, até a transformação em chocolate. O turismo sustentável nas fazendas de cacau, com visitas guiadas, hospedagem e comida típica, tem sido uma das fontes mais rentáveis para os produtores de Ilhéus e região.

Estrada do Chocolate, em Ilhéus (BA). Crédito: Márcio Filho/MTur

TURISMO RURAL – Viajar para vivenciar a produção do chocolate, desde a plantação do cacau até o consumo do doce é praticar o turismo rural. O Brasil já contabiliza diversos empreendimentos rurais que estruturam atividades turísticas variadas e ofertam, por exemplo, experiências em colheitas de produtos agrícolas, participação no preparo de produtos – como chocolates e vinhos – e experiências gastronômicas características de cada região.

A fim de fomentar essas atividades, os ministérios do Turismo e da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e a Universidade Federal Fluminense (UFF) criaram o Projeto Experiências do Brasil Rural, que integra uma série de medidas realizadas pelo governo federal para fomentar o Turismo Rural, segmento considerado crucial na retomada das atividades turísticas no contexto pós-pandemia.

Assessoria de Comunicação do Ministério do Turismo

Leia Mais

W Sports