Dica Bodytech – Entenda os riscos de usar anti-inflamatórios antes das provas de corridas

A popularidade das corridas de longa distância está crescendo bastante no Brasil. Quem já correu uma prova desse estilo sabe que a dor pós-treino, principalmente os ‘longões’, meias e maratonas, faz parte e que o acompanhamento ortopédico e fisioterapêutico pra tratar inflamações e prevenir lesões são fundamentais.

Porém, muitos corredores iniciantes estão usando anti-inflamatórios, como o ibuprofeno, para mascarar sintomas e conseguir completar as provas. Isso é um grande erro!

Além de todos os efeitos colaterais conhecidos, como doenças renais, hemorrágicas e gastrointestinais, estudos comprovam que o uso destas drogas atrapalha o processo de ganho de massa muscular e de recuperação após o exercício intenso quando usado de forma regular.

Após a realização de exercícios resistidos acontece a elevação da síntese proteica nas células musculares, uma resposta importante para aumento de massa e força muscular a longo prazo. Um dos mecanismos para o aumento desta síntese está relacionado às microlesões induzidas pelo exercício, ocorrendo aumento da produção de substâncias chamadas prostaglandinas, que tem sua produção inibida pelo uso dos anti-inflamatórios.

Portanto, mesmo que esses medicamentos acabem com a dor e ajudem a completar treinamentos e provas, eles podem trazer sérias consequências clínicas, além de aumentar o risco de lesões musculares! Fique atento e procure sempre um acompanhamento especializado.

A academia Bodytech Ribeirão fica no Shopping Iguatemi.

*Por Gustavo Asmar, ortopedista, e Gustavo Monnerat,  fisiologista

Foto /  Bodytech
%d blogueiros gostam disto: