É FINAL! Vôlei Ribeirão recebe Itapetininga pelo título da Superliga B

Após conquistar seu principal objetivo na temporada – a ascensão para a Superliga A 2019 – o Vôlei Ribeirão terá pela frente neste sábado (21) mais uma decisão. Para falar a verdade, é A DECISÃO, afinal, o Cavalo Ace joga hoje pelo título da Superliga B contra o Vôlei UM Itapetininga-SP, na Cava do Bosque, às 15h.

Após uma dura e árdua disputa da Superliga B, considerada pelo treinador Marcos Pacheco como a mais difícil dos últimos anos, eis que se dá o ato final entre as duas melhores equipes da primeira fase. Ambas tiveram uma campanha de 5 vitórias e 2 derrotas, mas Ribeirão levou vantagem nos pontos (15 contra 14), por ter vencido apenas um jogo por 3 sets a 2, justamente contra o adversário da final, enquanto Itapetininga venceu dois por esse placar. Isso deu a Ribeirão a possibilidade de decidir todos os mata-matas em casa.

Drogao 700×400

Nas quartas de final, o Vôlei Ribeirão passou por Uberlândia-MG vencendo os dois jogos, assim como o Itapetininga contra Santo André-SP. Nas semifinais, Ribeirão teve um grande trabalho contra Blumenau-SC, vencendo de virada por 2×1, enquanto o time do veterano André Nascimento venceu duas vezes o Botafogo-RJ por 3 sets a 1.

A final será disputada em jogo único e quem vencer será definido como o campeão da Superliga B 2018. Ambas equipes já estão classificadas para a Superliga A 2019.

“A preparação foi ótima. Tivemos uma semana após uma difícil semifinal e pudemos estudar bastante a equipe de Itapetininga e trabalhar sobre ela. O jogo único não dá margem a erro, será de uma intensidade muito grande e não dá tempo de recuperação”, disse Marcos Pacheco.

O staff de Ribeirão confia mais uma vez na apaixonada torcida da cidade, que esgotou os ingressos para a decisão e deve transformar a Cava do Bosque num verdadeiro caldeirão, o que é considerado um grande diferencial por toda a equipe. Itapetininga também deve levar torcida ao ginásio, assim como na primeira fase.

E por falar em ginásio, a quadra da Cava do Bosque passou por uma grande mudança para a final, tenso suas cores alteradas para o padrão da Superliga A, nas cores azul, laranja e branco.

“É um time que tem um poder de ataque muito grande, uma intensidade muito grande, é agressivo no saque, tendo por característica o saque viagem, com jogadores jovens e muito fortes”, descreveu Pacheco.

“A gente sabe que eles também querem o troféu. Querem dar o troco, pois ganhamos lá (na Taça Prata). Isso faz parte. Mas temos que mostrar nossa força em casa. Não será um jogo fácil, mas nosso time está preparado. E tem a nossa torcida que, sem dúvidas, faz toda a diferença”, disse Jotinha, levantador de Ribeirão.

“Trabalhamos muito para chegarmos até aqui. Estamos muito felizes pelo acesso, mas queremos mais. Vamos em busca deste título com toda nossa força”, disse o ponteiro Clinty, do time de Itapetininga.

Confira a entrevista completa de André Coutinho com o treinador Marcos Pacheco:

Equipes já decidiram campeonato

Os adversários da final da Superliga B possuem histórias muito parecidas e acabaram criando uma rivalidade muito sadia nos últimos tempos.

Criadas no fim do primeiro semestre de 2017, as equipes de Ribeirão Preto e Itapetininga apostaram na mistura entre jogadores experientes com jovens revelações do voleibol, receita que deu certo até o momento. Coincidentemente, cada uma das equipes possui também um jogador campeão do mundo com a Seleção Brasileira: João Paulo em Ribeirão e André Nascimento em Itapetininga.

O histórico entre os times começou no Campeonato Paulista de 2017, com vitória do Vôlei UM Itapetininga por 3 sets a 1, em casa. Logo após, na disputa da Taça de Prata, que classificou as duas equipes para a Superliga B, Ribeirão e Itapetininga fizeram a decisão e dessa vez o Cavalo levou a melhor, vencendo por 3 sets a 2. O último confronto entre elas ocorreu neste ano, na primeira fase da Superliga, e o Vôlei Ribeirão venceu novamente, agora na Cava do Bosque, por 3 sets a 2.

“Jogamos três vezes contra eles, contando o paulista, conhecemos as características, estudamos, e procuramos encontrar falhas, trabalhar sobre isso e principalmente ser cuidadoso com as virtudes da equipe”, disse Pacheco.

Texto: André Coutinho

Foto: Murilo Bernardes

Drogao 500×300
Tonin 500×300
Gran Steak 500×300
Novo Shopping 500×300
%d blogueiros gostam disto: