Em Araraquara, Palmeiras pressiona, mas não sai do zero diante do Cruzeiro

Defendendo a liderança do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras recebeu o Cruzeiro em Araraquara na noite desta quinta-feira (13), em jogo válido pela 30ª rodada do torneio nacional. Mesmo com mais finalizações durante a partida, o time alviverde não conseguiu furar a defesa mineira e ficou no 0 a 0.

Com o resultado, o Verdão segue na liderança com 61 pontos. O próximo compromisso será no domingo (16), às 17h, diante do Figueirense, no Orlando Scarpelli. Na quarta-feira (19), às 21h45, é a vez de enfrentar o Grêmio pelas quartas de final da Copa do Brasil, no Allianz Parque.

O jogo

O Palmeiras começou apertando os cruzeirenses e Dudu teve as primeiras chances do Verdão. Aos três minutos, o camisa 7 arrancou pela intermediária e bateu à direita do gol. No lance seguinte, recebeu cruzamento de Gabriel Jesus e cabeceou para fora.

A pressão alviverde seguiu intensa e, aos 14, Tchê Tchê enfiou ótimo passe para Jesus atrás da defesa, mas o atacante chutou rasteiro pela linha de fundo. Um minuto depois, Jean aproveitou cruzamento e bateu forte, mas Bruno Rodrigo desviou a finalização, salvando o Cruzeiro.

A primeira oportunidade celeste surgiu aos 20: Rafinha ganhou disputa com Jean na ponta esquerda, invadiu a área e finalizou na parte externa da rede.

Aos 23, Tchê Tchê fez bom cruzamento pelo lado direito e Róger Guedes emendou um voleio por cima do travessão.

Além de chegar com boas trocas de passes, o Palmeiras também usou a bola parada para tentar marcar. Aos 44, Jean cobrou falta ensaiada e obrigou Rafael a fazer boa defesa. No rebote, Vitor Hugo bateu cruzado, mas Edu Dracena não alcançou e perdeu a chance de abrir o placar.

O segundo tempo também começou com a equipe palmeirense no campo ofensivo. Aos dois minutos, após cobrança de escanteio, Edu Dracena desviou e Thiago Santos cabeceou para o gol, mas o assistente apontou impedimento do volante.

Aos quatro, o Cruzeiro respondeu com Robinho, que cobrou falta pela esquerda e Bruno Rodrigo desviou de cabeça pela linha de fundo.

Natural de Araraquara, Rafael Marques teve a oportunidade de jogar em sua cidade-natal a partir dos 12 minutos, quando entrou na vaga de Róger Guedes.

Aos 17, Robinho recebeu cara a cara com Jailson e deu leve toque para encobrir o goleiro, mas Zé Roberto se atirou para impedir o gol e salvar o Palmeiras. Três minutos depois, Bryan arriscou do bico da área e a bola saiu à esquerda de Jailson.

O técnico Cuca ainda promoveu mais alterações no time palestrino. Aos 26, Dudu deixou a partida e deu lugar a Cleiton Xavier, e aos 31, Moisés saiu para a entrada de Alecsandro.

A última chance de mudança no placar veio nos acréscimos. Willian puxou contra ataque para o Cruzeiro, invadiu a área e bateu no gol, mas a bola tocou na trave e saiu, deixando o marcador inalterado até o apito final.

Escalação: Jailson; Jean, Edu Dracena, Vitor Hugo e Zé Roberto; Thiago Santos, Tchê Tchê e Moisés (Alecsandro); Dudu (Cleiton Xavier), Róger Guedes (Rafael Marques) e Gabriel Jesus.

Cartão amarelo: Gabriel Jesus

Foto: César Greco / Agência Palmeiras
Fonte: Agência Palmeiras

 

[widgets_on_pages id=”mais futebol”]

%d blogueiros gostam disto: