Flamengo domina Prêmio Brasileirão 2019 e quebra recorde do Palmeiras

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram
Share on skype

Um popular funk nas ruas do Rio de Janeiro afirma com convicção: o Flamengo não é time, e, sim, uma seleção. No Prêmio Brasileirão 2019, pelo menos, a máxima quase se confirmou. O Fla teve nove jogadores eleitos para o time ideal do campeonato e estabeleceu um novo recorde para representantes no mesmo ano.

Os flamenguistas eleitos foram: Rafinha, Rodrigo Caio, Pablo Mari, Filipe Luís, Gerson, De Arrascaeta, Everton Ribeiro, Gabigol e Bruno Henrique. Do time-base rubro-negro no Campeonato Brasileiro, apenas o goleiro Diego Alves e o meia Willian Arão não receberam prêmios individuais nesta segunda. Eles deram lugar a Santos e Bruno Guimarães, do Athletico Paranaense, na seleção do Brasileirão. Na chegada ao evento, o presidente Rodolfo Landim falou sobre a temporada de 2019 do clube.

UNIMED

– O ano foi muito bom para o Flamengo. Disputamos vários campeonatos, ganhamos o Carioca que foi um passo importante, o Brasileiro e a Libertadores. Isso foi fruto de uma determinação muito grande e de que queríamos ganhar todas as competições. Falamos claramente que não iríamos abrir mão de nenhuma competição, que procuramos trabalhar com o elenco que a gente tinha, sem priorizar nenhum torneio. Acabamos tendo sucesso com a estratégia que montamos. Foi um ano espetacular e ainda não acabou. Quem sabe não tem uma surpresa para nós. Chegar no topo é um desafio muito grande, mas se manter é ainda maior. Não temos dúvida de que o fato de o Flamengo ter se diferenciado esse ano vai fazer com que as outras equipes trabalhem mais e tentem diminuir a distância – afirmou o mandatário.

A marca anterior pertencia ao Palmeiras, que emplacou sete jogadores no ideal do Prêmio Brasileirão em 2016. No ano em que conquistou seu nono campeonato, o Alviverde também foi representado com o melhor técnico (Cuca), com o craque da competição (Gabriel Jesus) e o gol mais bonito (Zé Roberto).

Ao todo, foram dez prêmios individuais para o Palmeiras naquele ano, número que também foi superado pelo Flamengo na noite desta segunda-feira. Além dos nove jogadores na seleção do campeonato, o Rubro-negro ainda consagrou o melhor técnico (Jorge Jesus), o craque do Brasileirão (Bruno Henrique), o artilheiro (Gabriel Barbosa), o Craque da Galera (Everton Ribeiro) e o Gol Mais Bonito (De Arrascaeta). São 14 conquistas individuais para o elenco do Fla.

Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

Leia Mais

%d blogueiros gostam disto: