Goleiro do Botafogo afirma que vencer o Macaé é obrigação

Considerado um dos jogadores mais experientes do Botafogo-SP, o goleiro Neneca, está tratando o jogo contra o Macaé-RJ, neste sábado (19), ás 15h,  com muita tranquilidade, porém, com uma certa preocupação.

Na entrevista desta semana a imprensa, o arqueiro falou sobre vários assuntos. O primeiro deles, e não poderia ser diferente, foi sobre a situação do técnico Rodrigo Fonseca.

Novo Shopping 300X200

Seguindo o mesmo discurso de seus companheiros,  disse que o grupo está fechado com o treinador, e que acha injusta a cobrança sobre ele neste momento.

“ Jogamos o campeonato todo dentro do G4, quando ele teve vitórias, ninguém questionou o trabalho, depois de duas  derrotas estão fazendo pressão, achando que está tudo errado. Acho que este não é caminho, devemos ter tranquilidade”.

Titular na conquista do Campeonato Brasileiro Da Série D em 2015, e um dos grandes responsáveis pelo título da temporada, Neneca,  goza de muita credibilidade junto a torcida.

Vestindo a camisa do Botafogo de Ribeirão Preto em momentos bastante adversos, Neneca, tem histórico de participar de jogos memoráveis que salvaram o tricolor de situações que eram quase irreversíveis ,  como o épico  jogo contra o o Vila Nova, na cidade de Nova Lima em 2015. Até aos 47 minutos do segundo tempo, o tricolor de Ribeirão estava jogando fora a chance de acesso a Série C .

Nos acréscimos, conseguiu virar o jogo e se manteve na competição sagrando-se campeão.  Pelo Campeonato Paulista de 2016, Neneca, pegou um Pênalti na partida contra o XV de Piracicaba, impedindo que o tricolor praticamente fosse rebaixado para a Série A- 2 do Campeonato Paulista.

O goleiro entende que a vitória contra o Macaé é uma obrigação. Compreende o difícil momento que se encontra o adversário, mas afirma, que o Pantera precisa vencer esta partida.

Na entrevista, não acha que a equipe caiu de rendimento porque o treinador fez varias alterações no time nos últimos jogos. “ Acho que os jogadores que entraram não assimilaram com rapidez o que o time precisava. Também tivemos problemas de cartões e contusões. Nós devemos questionar as alterações, somente jogar e fazer a nossa parte”.

Quando foi perguntado se os atletas jogariam pelo treinador, o goleiro foi enfático. “ Nós vamos jogar primeiro pelo Botafogo, que paga nossos salários, depois por nossas próprias carreiras. Fazendo isso, ajudaremos o Rodrigo no resultado que ele e nós precisamos.

Drogao 500×300
Gran Steak 500×300
Novo Shopping 500×300
Tonin 500×300
%d blogueiros gostam disto: