Governo quer pagar mais duas parcelas do seguro-desemprego na pandemia

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram
Share on skype

O Governo Federal quer aumentar o seguro-desemprego em mais duas parcelas para as pessoas que sofreram demissão na pandemia. Mas não é todo mundo que poderia receber. De acordo com a proposta, apenas a metade desses trabalhadores receberiam.

De acordo com a projeção inicial, o Brasil teve 6,5 milhões de pessoas que saíram dos seus trabalhos durante esta pandemia. Todas essas pessoas sofreram demissão sem justa causa. Ou seja, elas possuem o direito de pedir o seguro-desemprego.

Mas o Governo afirma que não tem condições de pagar a prorrogação das parcelas para todas essas pessoas. Por isso, a proposta inclui o pagamento para apenas metade delas. Mas aí fica a dúvida: quem escolheria a metade que tem direito?

De acordo com o Governo a conta é simples. Quem perdeu o emprego até o dia 31 de julho deste ano poderia receber mais essas duas parcelas. Quem perdeu o emprego entre o dia 31 de julho e a data de hoje não poderia receber essa prorrogação.Leia Também:

Governo estuda aumento das parcelas do seguro-desemprego

Polícia Federal faz operação contra fraudes no seguro-desemprego

Governo Federal pode reduzir seguro-desemprego; entenda

Pelas projeções do Governo isso daria uma enorme economia. Isso porque o número de beneficiários cairia de 6,5 milhões para 2,76 milhões de pessoas. Os gastos, aliás, cairiam de R$16,4 bilhões para R$7,3 bilhões.

Oportunidade: Mais de 600 CURSOS GRATUITOS online com Certificado

Parcelas do seguro-desemprego

Essa proposta é uma resposta aos pedidos de centrais sindicais. Essas centrais estão pedindo uma prorrogação no pagamento desse benefício nesta pandemia do novo coronavírus. Seja como for, até a publicação desta matéria nenhuma dessas centrais se pronunciou sobre essa proposta do Governo.

O seguro-desemprego é um auxílio que vai para recém-desempregados em todo o Brasil. Mas para receber, é preciso sofrer uma demissão sem justa causa. Ou seja, quando o trabalhador não teve nenhuma culpa na sua dispensa.

Leia Mais

W Sports
Espaço Publicitario