Knevitz explica porque manteve Mirray contra o Noroeste e critica “torcedores alterados” na Joia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no skype

Após sofrer muitas críticas por insistir em manter o meia Mirray até o fim da partida contra o Noroeste, o técnico Amauri Knevitz explicou o motivo de não ter tirado o jogador. Segundo o comandante, as três alterações feita contra o Norusca foram por problemas físicos e por isso o camisa dez permaneceu durante os 90 minutos em campo.

“Na verdade ele é um jogador diferente e que precisa de ritmo de jogo, por isso optamos por ele começar o jogo e ganhar uma sequência. Ele ficou o jogo todo porque precisamos fazer as alterações por conta de problemas físicos de outros jogadores”, explicou.

UNIMED

> Receba as notícias do Leão em primeira mão. Curta a página Wsports no Facebook

Knevitz aproveitou também para criticar os torcedores que ficam cobrando das arquibancadas. Segundo o comandante, uma parte da torcida já estava “comemorando o carnaval”.

“Tem um pessoal que fica ali atrás de mim ajudando a escalar e substituir. Alguns mais alterados que outros, já estavam comemorando o carnaval, um pouco mais bêbado que outros, mas eles não sabem que as trocas foram porque os jogadores pediram para sair”, concluiu.

O Leão volta a campo no sábado, às 16h, contra o Catanduvense, no estádio Anísio Haddad, em São José do Rio Preto, com mando do Bruxo. O portal Wsports acompanha em Tempo Real, minuto a minuto, a partir das 15h30.

Foto: Reprodução | Esporte Show

Leia Mais