Marlon Freitas afirma que Botafogo-SP cumpriu a meta estabelecida e planeja jogo difícil em Santa Catarina

Sete jogos, cinco vitórias, um empate e apenas uma derrota. Aproveitamento de 76%. Além disso, melhor defesa do campeonato, com apenas dois gols sofridos. Se a campanha no geral é boa, a campanha fora de casa é ainda melhor. Foram quatro partidas longe de Ribeirão, com três vitórias e um empate, e nenhum gol tomado. O começo de campeonato do Botafogo é quase perfeito. Fora isso, o Botafogo ainda está garantido entre os três melhores colocados na Série B do Brasileirão, independente dos resultados da 8° rodada, a última antes da parada para a Copa América.

Talvez nem os torcedores botafoguenses mais apaixonados e otimistas esperavam uma campanha tão impressionante quanto essa. Mas para o volante e capitão Marlon Freitas, não é surpresa nenhuma. O camisa 7 do Tricolor ainda revelou que estar entre G4 até a parada para a Copa América era a meta da equipe. Meta alcançada.

Casa Verde Sala

“A gente traçou a meta de terminar entre os quatro primeiros colocados até essa parada para a Copa América. Então, já conseguimos. Independente do resultado, a gente se mantém no G4. Mas nós tivemos um curto tempo para se preparar para este jogo. Jogar sexta e depois na terça é um tempo muito curto, mas estamos bem preparados para fazer um bom jogo lá”, afirmou o volante.

O Pantera ainda tem mais um jogo antes da parada. Nesta terça-feira (11), o Pantera encara o Figueirense, em Florianópolis. Para a partida, o treinador Roberto Cavalo deve fazer algumas alterações em relação à última partida. Pará deve retornar ao time após cumprir suspensão, enquanto Nadson e Henan podem ganhar as vagas de Jonata Machado e Rafael Costa, respectivamente.

Para Marlon Freitas, a disputa entre os jogadores é positiva e o Pantera só tem a ganhar com isso. O camisa 7 ainda reforçou que o banco de reservas vem fazendo a diferença nesta Série B.

“São jogadores de qualidade, e é uma disputa sadia, com o respeito e profissionalismo em primeiro lugar. Quem o Cavalo optar para começar jogando vai dar conta do recado. Tivemos vários jogos onde os jogadores que saíram do banco de reservas decidiram o jogo e isso mostra a força do nosso grupo”, disse o jogador.

Jogar fora de casa é complicado, mas para um time que está invicto longe de Ribeirão, as coisas ficam mais tranquilas. O volante acredita em uma partida difícil e que será decidida nos “detalhes”.

“Sabemos da força do Figueirense jogando no Orlando Scarpelli. Eu enfrentei eles uma vez, quando eu estava no Criciúma e é um adversário muito difícil, que gosta muito de ficar com a bola. Acredito que vai ser um jogo muito disputado, com muita posse de bola e que vai ser decidido em detalhes”, destacou o volante.

Botafogo e Figueirense se enfrentam nesta terça-feira (11), às 19h15, no Estádio Orlando Scarpelli.

Foto: Raul Ramos/Agência Botafogo

Tonin 700
Drogao 500×300
Gran Steak 500×300
%d blogueiros gostam disto: