Página Inicial Notícias Com dois gols no primeiro tempo, Tricolor foi derrotado pela Chapecoense

Com dois gols no primeiro tempo, Tricolor foi derrotado pela Chapecoense

Escrito porRedação Wsports 21 21America/Sao_Paulo novembro 21America/Sao_Paulo 2016

Com gols de Dener e Tiaguinho, o São Paulo foi derrotado por 2 a 0 pela Chapecoense na noite deste domingo (20), na Arena Condá, e desta forma não conseguiu reagir no Campeonato Brasileiro de 2016 para subir na tabela. Os tentos da partida, válida pela 36ª rodada, foram anotados ainda no primeiro tempo em Santa Catarina. Com o revés, o Tricolor se manteve na 13ª colocação, com 46 pontos. No próximo final de semana, para tentar se reerguer, o time são-paulino enfrentará o Atlético-MG, em Belo Horizonte.

Para encarar os catarinenses, o técnico Ricardo Gomes não contou com Breno e Ytalo (cirurgias no joelho), Lucas Fernandes (cirurgias no joelho e no ombro), Wesley (entorse no joelho direito) e Kelvin (estiramento na coxa esquerda), além de Chavez e Luiz Araújo (suspensos pelo terceiro cartão amarelo na competição nacional). Assim, escalou o time são-paulino com Denis; Buffarini, Maicon, Rodrigo Caio e Mena; João Schmidt, Thiago Mendes e Cueva; David Neres, Robson e Pedro Bortoluzo.


Já os anfitriões atuaram com Danilo; Mateus Caramelo, Neto, Thiego e Dener; Josimar, Biteco, Cleber Santana e Tiaguinho; Bruno Rangel e Lucas Gomes. Quando a bola rolou, mesmo fora de casa, o Tricolor partiu para cima do adversário e antes mesmo dos dez minutos do primeiro tempo finalizou com perigo quatro vezes: Thiago Mendes (duas), Robson e David Neres.

Logo no primeiro minuto, Thiago Mendes bateu de longe, e Danilo espalmou. No rebote, a bola voltou para Robson, que finalizou marcado. Aos dois, novamente o camisa 23 apareceu bem na frente e arriscou de fora da área: a bola passou à esquerda do arqueiro rival. Pouco depois, aos oito, Robson se livrou da marcação e bateu de esquerda, de fora da área: a bola passou por cima do gol. Na sequência, aos dez minutos, após boa troca de passes pelo meio, David Neres bateu colocado, mas o goleiro da Chapecoense defendeu.

Após conter o ímpeto inicial dos paulistas, os mandantes se mandaram para o campo de ataque e também criaram boas oportunidades. No entanto, o São Paulo tratou de responder e criou mais duas boas chances antes do intervalo. Aos 30 minutos, Cueva recebeu na esquerda, cruzou para o meia da área, e a bola sobrou para David Neres, que ajeitou e bateu, mas Danilo impediu que as redes balançassem. No minuto seguinte, após bela trama do sistema ofensivo, a bola foi rolada para Buffarini, que bateu forte e exigiu grande defesa do goleiro adversário.

E quando tentava largar na frente, o Tricolor sofreu dois gols no primeiro tempo. Aos 39, a Chapecoense trocou passes perto da área, abriu o espaço e tocou para Dener, que finalizou forte, cruzado: 1 a 0. Ainda antes do intervalo, já nos acréscimos da etapa inicial, Tiaguinho recebeu pelo meio, cortou para a esquerda e bateu forte, de longe: 2 a 0.

Na volta para o segundo tempo, o treinador são-paulino mexeu no time e promoveu a entrada de Gilberto, que herdou a vaga do jovem Pedro Bortoluzo. Apesar de ter ânimo novo na frente, o São Paulo não conseguia chegar com perigo e era atacado pelos anfitriões. Então, 19 minutos, o comandante fez uma nova aposta: Jean Carlos no lugar de Robson. Com a alteração, o São Paulo ganhou mais opção no setor de criação e assustou os catarinenses.

Aos 26, Mena foi acionado e levantou a bola na pequena área. Thiago Mendes testou, mas Thiego evitou o gol em cima da linha. Mais tarde, aos 30, João Schmidt avançou em velocidade e bateu firme, mas o arqueiro rival espalmou. Na última tentativa de tentar reagir, o time são-paulino ainda contou com Daniel, que entrou na vaga de David Neres, mas os donos da casa souberam conter as descidas do Tricolor e seguraram a vitória por 2 a 0 até o apito final.

Fonte: Agência São Paulo

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE