Página Inicial Notícias Confira quem pode se destacar nas Paralimpíadas

Confira quem pode se destacar nas Paralimpíadas

Escrito porWsports 6 06America/Sao_Paulo setembro 06America/Sao_Paulo 2016

André Brasil

O Brasil contará com 278 atletas e terá delegação recorde nos Jogos Paralímpicos. Pela primeira vez na história, o país terá representantes em todas as 22 modalidades que fazem parte do programa dos Jogos Paralímpicos.

Em meio a tantos atletas e competições, é fácil ficar perdido, sem saber o que acompanhar dos Jogos. Os jornalistas Sergio du Bocage, Coordenador de Esporte de Rádio Nacional do Rio, Daniela Christoffer, apresentadora do programa Stadium da TV Brasil e  Verônica Dalcanal, Gerente de Conteúdo Esportivo da EBC, sugeriram nomes de cinco atletas que vale a pena observar mais de perto. Conheça a história deles:

André Brasil  –  Luís Carlos Cardoso  –  Teresinha Guilhermina  –  Jovane Guissone  – Karla Cardoso

André Brasil

André Brasil
Creative Commons – CC BY 3.0André Brasil – Marcio Rodrgues/CPB

História: André teve poliomielite aos três meses de idade – por reação à vacina – , o que lhe trouxe uma sequela na perna esquerda. Conheceu a natação como forma de reabilitação e o contato com a água tornou-se tão prazeroso que iniciou sua carreira como nadador profissional em 1992. Anos depois, já em 2005, o carioca ingressou no paradesporto sem deixar de disputar competições como o Troféu Maria Lenk, com atletas sem deficiência. Junto a Daniel Dias e Clodoaldo Silva, é um dos maiores medalhistas paralímpicos do Brasil.

Principais conquistas: seis medalhas de ouro e uma de prata nos Jogos Parapan-Americanos de Toronto 2015; três ouros e duas pratas no Mundial de Glasgow 2015; três ouros e três pratas no Mundial de Montreal 2013; três ouros e duas pratas nos Jogos Paralímpicos de Londres 2012; seis ouros nos Jogos Parapan-Americanos de Guadalajara 2011; cinco ouros e duas pratas no Mundial da Holanda 2010; quatro ouros e uma prata nos Jogos Paralímpicos de Pequim 2008; cinco ouros, uma prata e um bronze nos Jogos Parapan-Americanos do Rio 2007; quatro ouros e dois bronzes no Mundial de Durban 2006.

Quando e onde compete:  As provas de natação paralímpica serão de 08 a 17 de setembro no Estádio Aquático Olímpico.

Luís Carlos Cardoso

Luis Carlos Cardoso
Creative Commons – CC BY 3.0Luis Carlos Cardoso – Foto: Marcio Rodrigues/MPIX/CPB

História: Luis era dançarino profissional e integrava o grupo de dançarinos do cantor Frank Aguiar. No final de 2009, devido a uma infecção em sua medula, perdeu os movimentos das pernas e encerrou sua carreira na dança. Pouco tempo depois, descobriu a canoagem e identificou ali um novo caminho em sua vida, a de atleta profissional. Desde então, garantiu inúmeros títulos nacionais, continentais e Mundiais.

Principais conquistas: tricampeão mundial na prova de canoa – Moscou 2014, Milão 2015 e Duisburg 2016; bronze no caiaque no Mundial de Duisburg 2016, na Alemanha; campeão mundial no caiaque em Milão (ITA) 2015.

Quando e onde compete: As provas de paracanoagem serão realizadas nos dias 14 e 15 de setembro no Estádio da Lagoa.

Teresinha Guilhermina

Teresinha Guilhermina
Creative Commons – CC BY 3.0Teresinha Guilhermina – Foto: Marcio Rodrigues/MPIX/CPB

História: A mineira nasceu com retinose pigmentar, uma doença congênita que provoca a perda gradual da visão.

Principais conquistas: atual recordista mundial nos 100m (12s01) e nos 400m (56s14); seis medalhas em Jogos Paralímpicos (três ouros, uma prata e dois bronzes); 12 medalhas em Mundiais (oito ouros e quatro pratas); nove medalhas em Jogos Parapan-Americanos (oito ouros e uma prata).

Quando e onde compete: As provas de atletismo serão de 8 a 10 de setembro no Estádio Olímpico do Engenhão.

Jovane Guissone

Jovane Guissone
Creative Commons – CC BY 3.0Jovane Guissone – Foto: Marcio Rodrigues/MPIX/CPB

História: Jovane teve uma lesão na medula aos 22 anos causada por disparo de arma de fogo durante um assalto. Três anos depois do ocorrido, passou a treinar esgrima e se identificou com a modalidade.

Principais conquistas: ouro no florete e prata na espada no Regional das Américas 2016, em São Paulo; medalha de ouro na espada nos Jogos Paralímpicos de Londres 2012.

Quando e onde compete: As provas de esgrima em cadeiras de rodas serão disputadas de 12 a 16 de setembro na Arena Carioca 3.

Karla Cardoso

Karla Cardoso
Creative Commons – CC BY 3.0Karla Cardoso – Foto: Marcio Rodrigues/MPIX/CPB

História: Karla nasceu com baixa visão, mas só descobriu aos 3 anos de idade, quando começou a frequentar a escola. Aos 12 anos, por influência do irmão mais velho, começou a praticar judô.

Principais conquistas: prata no German Open 2016, na Alemanha; bronze no individual e prata por equipes no Mundial da Turquia 2014; duas medalhas em Jogos Parapan- Americanos (ouro em Guadalajara 2011 e no Rio 2007); duas medalhas em Jogos Paralímpicos (prata em Pequim 2008 e em Atenas 2004).

Quando e onde compete: As provas de judô serão nos dias 8, 9 e 10 de setembro na Arena Carioca 3.

Foto: EBC
Fonte: EBC

tres_estrelas_assinatura

[widgets_on_pages id=”mais futebol”]