Página Inicial Notícias Defesa no ‘Top 5’ e maior desarmador

Defesa no ‘Top 5’ e maior desarmador

Escrito porRedação Wsports 15 15America/Sao_Paulo dezembro 15America/Sao_Paulo 2016

A campanha do Tricolor no Campeonato Brasileiro de 2016 não foi como os são-paulinos desejavam, mas ainda assim o clube conseguiu se destacar em alguns tópicos na competição. Com 36 gols sofridos em 38 jogos, o São Paulo encerrou a sua participação na competição nacional com o seu sistema defensivo entre os cinco melhores, atrás apenas de Palmeiras e Atlético-PR(32), Santos e Flamengo (35).

O setor de marcação são-paulino, aliás, foi o que mais roubou bolas no torneio: foram 684 desarmes, média de 18 por jogo, seguido por Corinthians (656 desarmes, média de 17,3 por jogo) e Internacional (649 desarmes, média de 17,1 por jogo). Um dos responsáveis pela solidez defensiva da equipe foi o volante Hudson, que terminou o Brasileiro com a maior média de roubadas de bola: 4,2 por partida (foram 80 desarmes em 19 rodadas).


“Claro que a nossa equipe gostaria de terminar a competição na parte de cima da tabela, na briga pelo título, mas não foi possível. Mas conseguimos apresentar alguns pontos positivos, e podemos explorar isso para recolocar o clube no caminho das conquistas na próxima temporada. Vamos trabalhar bastante para evoluir ainda mais, não só a parte defensiva, e assim deixar a equipe mais forte”, avaliou o meio-campista.

Outro jogador que fortaleceu a defesa são-paulina foi o jovem Rodrigo Caio, eleito pelo diário LANCE! para a seleção do Campeonato Brasileiro de 2016. O jornal definiu a equipe com a média das notas dadas pela redação durante a disputa da competição nacional – entraram na equipe os jogadores que atuaram, no mínimo, 19 rodadas. O atleta são-paulino teve média de 6,1 e formou a zaga ao lado de Réver, do Flamengo, que também teve média de 6,1.

O Tricolor encerrou a sua participação na competição nacional deste ano na décima colocação, com 52 pontos em 38 rodadas: 14 vitórias, dez empates e 14 derrotas. Após o confronto no Estádio Paulo Machado de Carvalho, o elenco foi liberado para o período de férias e se reapresentará no início de janeiro, já sob o comando do técnico Rogério Ceni, para a disputa da Flórida Cup, nos Estados Unidos, e do Campeonato Paulista.

Fonte: Agência São Paulo