Página Inicial Notícias Os paratletas mais velozes do mundo entram em ação na Supersexta dos Jogos Paralímpicos

Os paratletas mais velozes do mundo entram em ação na Supersexta dos Jogos Paralímpicos

Escrito porWsports 7 07America/Sao_Paulo setembro 07America/Sao_Paulo 2016

Jason Smyth, Omara Durand, Alan Fonteles e Terezinha Guilhermina são alguns dos astros do atletismo que competem no segundo dia dos Jogos

Os paratletas mais velozes do mundo entram em ação na Supersexta dos Jogos Paralímpicos

O dia 9 de setembro promete ser inesquecível no atletismo, com os 100m rasos cheios de astros na pista

A primeira sexta-feira (9) dos Jogos Paralímpicos 2016 promete ser inesquecível. É a Super sexta, com os paratletas mais velozes do mundo em ação em um único dia. Uma disputa que promete ser inesquecível por medalhas e recordes nas provas dos 100m rasos.

No masculino, o irlandês Jason Smyth tenta o terceiro ouro seguido nos 100m T13, cuja final acontece na manhã de sexta. Nas duas edições anteriores dos Jogos, Pequim 2008 e Londres 2012, ele baixou seu recorde mundial, que atualmente é de 10,46s. A meta é conseguir a tripleta no Rio de Janeiro.

A cubana Omara Durand, no feminino, que conquistou três títulos mundiais e quebrou o recorde mundial quatro vezes nos 100m T12, tenta correr abaixo dos 11,48s, sua melhor marca atualmente. A final da prova está marcada para a noite de sexta.

Omara Durand: favorita ao ouro nos 100m T12 (Foto: Getty Images/Bryn Lennon)

Brasil também terá velocistas em ação. Alan Fonteles, que em Londres 2012 ganhou os 200m T44, entra em ação nos 100m T43/44, na sexta, e também sonha com medalha. Mas terá que superar o favoritismo do americano Jarryd Wallace e sobetudo do britânico Jonnie Peacock, atual campeão Paralímpico.

“Não há dúvidas de que a sexta-feira oferece uma inacreditável dose de ação na pista”, diz Sir Philip Craven, presidente do Comitê Paralímpico Internacional (IPC). “A programação está repleta de eventos incríveis, e nós sabemos o quanto a prova dos 100m pode ser especial. É apenas o segundo dia de competições, e olhando para os atletas que vão competir sabemos que é um dia especial”.

Wallace (esq.) e Peacock em Londres, neste ano: rivais de Fonteles (Foto: Getty Images/Dan Mullan)

Terezinha Guilhermina é mais uma brasileira que sonha disputar a final na sexta, na categoria T11. Bicampeã Paralímpica, terá que encarar a forte concorrência da chinesa Cuiqing Liu, que levou a melhor nos dois últimos duelos. “O Brasil dominou o pódio em Londres 2012, com Terezinha, Jerusa Santos e e Jhulia Santos. É incontestável o talento do país”, afirma Sir Philip.

Terezinha ganhou ouro em Londres 2012 e quer repetir a dose (Foto: Getty Images/Buda Mendes)

Mas não para por aí. A melhor corredora de cadeira de rodas do mundo, a americana Tatyana McFadden, compete nos 100m T54 no começo da noite. Pode ser a primeira das sete medalhas de ouro que ela projeta conquistar nos Jogos. Por fim, nos 100m T38, a britânica Sophie Hahn duela com a brasileira Veronica Hipolito e outra prova que merece atenção.

Foto: Rio 2016
Fonte: Rio 2016

tres_estrelas_assinatura

[widgets_on_pages id=”mais futebol”]

Anúncios
Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE