Página Inicial Notícias Placa em homenagem a Adhemar Ferreira da Silva é inaugurada em São Paulo

Placa em homenagem a Adhemar Ferreira da Silva é inaugurada em São Paulo

Escrito porRedação Wsports 22 22America/Sao_Paulo novembro 22America/Sao_Paulo 2016

No último sábado (19), o Tricolor inaugurou uma homenagem ao maior atleta olímpico de todos os tempos, Adhemar Ferreira da Silva. Em parceria com a Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) e o Panathlon Club de São Paulo, o clube instalou uma placa indicativa do túmulo do multicampeão no cemitério onde ele está enterrado, na zona norte de São Paulo. O evento contou com a presença de familiares de Adhemar e de companheiros do atleta na época em que ele defendeu as cores do clube, entre 1944 e 1955. O diretor de Comunicação do clube, Edson Lapolla, representou o Tricolor.

Um dos maiores atletas olímpicos da história, Adhemar faleceu em 2001, aos 73 anos de idade, vítima de ataque cardíaco. É por conta de duas conquistas dele que o clube carrega as estrelas douradas no escudo, honrarias dadas em homenagem aos recordes mundiais do salto triplo atingidos por Adhemar em 1952 (Olimpíadas de Helsinque) e 1955 (Jogos Panamericanos).


Além dos dois ouros olímpicos, ele conquistou o tricampeonato em Jogos Pan-Americanos (Buenos Aires 1951, Cidade do México 1955 e Chicago 1959) e é o detentor de cinco recordes mundiais no salto triplo.
NESTE CEMITÉRIO ESTÁ SEPULTADO O MAIOR ATLETA OLÍMPICO BRASILEIRO DE TODOS OS TEMPOS

ADHEMAR FERREIRA DA SILVA

Adhemar, nasceu em São Paulo em 29 de setembro de 1927 e faleceu em São Paulo em 12 de janeiro de 2001.

PRINCIPAIS CONQUISTAS DE ADHEMAR FERREIRA DA SILVA:

  • Bicampeão Olímpico – 1952 (Helsinque-Finlândia) e 1956 (Melbourne–Austrália);
  • Bicampeão Mundial Universitário – 1953 (Dortmund-Alemanha) e 1955 (San Sebastian-Espanha);
  • Tricampeão Pan-americano – 1951 (Buenos Aires), 1955 Cidade do México e 1959 (Chicago);
  • Pentacampeão Sul-americano, Hexa Campeão Brasileiro, Deca-campeão Paulista (São Paulo Futebol Clube), Pentacampeão Carioca (Vasco da Gama).

As duas estrelas amarelas inseridas na camisa oficial do São Paulo Futebol Clube, são em homenagem aos feitos de Adhemar Ferreira da Silva, que quando atleta desta agremiação quebrou o recorde mundial do salto triplo por duas vezes, em 1952 na olimpíada de Helsinque (16,22m) e novamente em 1955, nos jogos pan-americanos na Cidade do México (16,56m).

Adhemar foi o único atleta sul-americano a figurar no livro da I.A.A.F (Federação Internacional do Atletismo) que homenageou os maiores atletas do atletismo do século XX.

TROFÉUS, COMENDAS E TÍTULOS
Troféu Helms Fundation (U.S.A.) – Troféu Taher Mohamed (Turquia) – Cavalheiro Sul-americano do Atletismo (Chile) – Campeão do Cavalheirismo e Esportividade (Chile) – Medalha do Mérito Esportivo (Brasil) – Cidadão Coquimbano (Chile) – Cidadão Carioca (Brasil) – Cidadão Pontagrossense (Brasil) – Atleta Padrão (Brasil) – Ordem Olímpica do COI – Comitê Olímpico Internacional – Adido Cultural do Brasil na Nigéria (1964 a 1967)

FORMAÇÃO ACADÊMICA – Adhemar era formado em Educação Física, Direito, Relações Públicas e Escultor (Escola Belas Artes), além de ser credenciando em Jornalismo.

POLIGLOTA – Adhemar falava sete (7) idiomas: Português, Espanhol, Italiano, Inglês, Francês, Finlandês e Japonês.

ADHEMAR ENCONTRA-SE SEPULTADO NA RUA 12 – TÚMULO 26

Fonte: Agência São Paulo