Página Inicial Notícias Reeducação Alimentar: perdendo peso com qualidade de vida

Reeducação Alimentar: perdendo peso com qualidade de vida

Escrito porWsports 5 05America/Sao_Paulo outubro 05America/Sao_Paulo 2016

saude_suco-detox-3

Qual é o sonho de toda pessoa que quer ficar bem e magra (principalmente com a chegada do verão)? Um controle alimentar onde não se passe fome, nem desejo de comer o que gosta, não é verdade?

Quando pensamos em emagrecer, logo nos lembramos de dieta, normalmente restritiva e com alimentos que não fazem parte de nosso dia-a-dia. Mas, a boa notícia é que dá para emagrecer sem dieta restritiva, sem sofrimento e de forma duradoura.


Vou colocar uma frase de um famoso apresentador de TV que diz: “a única certeza que tive depois das várias dietas que fiz foi que perdi vários dias de vida…”

Podemos investir nesse sonho! Ele é possível, graças à Reeducação Alimentar (RA).

A Reeducação Alimentar é um processo que engloba mudanças de hábitos não só alimentares, bem como aspectos emocionais envolvidos e, dependendo do caso, até aliar a atividade física.

Aprendemos a ver a nossa relação com os alimentos muito além do simples ato de comer, através principalmente da informação. Neste processo estão envolvidas conscientização, aprendizado, muita disciplina e persistência, principalmente no inicio onde, estaremos saindo de uma “zona de conforto” e colocando o organismo em um outro caminho.

Estamos chegando no final do ano, o verão está próximo, pense nisso …

A questão mais importante na Reeducação Alimentar é que você aprende a lidar com todos os alimentos que gosta e fazem parte de seu dia, conseguindo, assim, o que é o mais importante: MANTER O PESO E A SAÚDE POSTERIORMENTE !! Se você não aprender a comer o que gosta, vai durar muito pouco tempo e, o efeito “sanfona” aparecerá !!!

Vamos conhecer mais sobre os aspectos envolvidos na Reeducação Alimentar?

– Aspectos Emocionais: Ao longo da nossa vida, desde o nascimento, e principalmente na infância, formamos nosso hábito alimentar no convívio com nossos pais, parentes, colegas, enfim, com a sociedade em geral. Toda a nossa alimentação tem um envolvimento emocional desde a amamentação, as primeiras papinhas, aniversários, etc. Alguém já viu alguma comemoração sem comida e bebida?

É fato que mudar hábitos alimentares é algo muito difícil visto todo envolvimento emocional que temos com a comida. É por isso que na Reeducação Alimentar precisamos, principalmente no inicio, pensar anteriormente nas situações que passaremos e nos preparar para episódios onde não encontraremos com facilidade os alimentos indicados e, até mesmo, ter possibilidades de “compensação” quando nos depararmos com situações extraordinários.

O importante é sempre recomeçar. Precisamos fazer novos caminhos neuronais dentro do nosso cérebro. E isso é gradativo. Para acontecer ao longo do aprendizado precisamos de motivação, estímulo e encarar a vida positivamente. Fique focado, acredite em você!

– Aspectos Nutricionais: Na Reeducação Alimentar aprendemos que não é preciso deixar de comer tudo o que se gosta e que passar fome não é o caminho. Também não é comer somente frutas, hortaliças, legumes e verduras. É preciso reaprender e entender que se pode realmente comer de tudo, ter equilíbrio, sem exageros. É justamente esta variedade e equilíbrio que nos leva a perder peso de forma gradual, saudável,contínua. Nosso organismo, fisiologicamente, tem a necessidade de receber 44 nutrientes diariamente, pois, se isso não ocorre, para se proteger  ele irá boicotar a oxidação de ácidos graxos (queima de gordura) e isso ficará mais evidente com o avançar da idade. De nada adianta tanto esforço para emagrecer se não conseguirmos manter o peso depois, não é verdade?

E na prática clínica, infelizmente, isso é um tanto quanto habitual. As pessoas se perdem no meio do caminho, pelo radicalismo. Dietas onde somente se come proteínas, substituição de refeições por shakes, etc . O plano alimentar tem que ser o mais próximo da realidade de cada um, respeitando a individualidade, hábitos e preferências que já foram adquiridos ao longo da vida. É claro que devemos usar com menor frequência aqueles alimentos  menos indicados para nos ajudar a conseguir o objetivo mas, nunca retira-los por completo. Dessa forma facilitamos o processo de adesão e mudança que precisamos fazer para obter sucesso com a perda de peso.

É preciso aprender o que, como e o por que fazer mudanças na alimentação e não simplesmente fazer, pois só assim criaremos mecanismos neurológicos para nos ajudar.

Atividade Física: É importante incluir a atividade física no programa de Reeducação Alimentar porque, além de elevar o gasto calórico, ela também libera hormônios que proporcionam bem estar, dando um “up” no emagrecimento. A atividade física auxilia na redução do estresse e no controle da ansiedade, que consequentemente reduz a ingestão exagerada de alimentos mais ricos em carboidratos, como os doces.

Mas, vá com calma. Se vai partir de um estado sedentário comece devagar e vá aumentando gradativamente, conforme a adaptação e condicionamento do seu corpo.

Bem como uma nova realidade alimentar, a pratica dos exercícios deve ser inserida gradativamente, observando a adaptação de cada organismo. Lembre-se: o importante é fazer a atividade com constância. Não adiante iniciar e se sobrecarregar em uma semana, ficar com dores pelo corpo todo e na próxima semana não fazer mais!

Enfim, a Reeducação Alimentar não traz resultados imediatos, não faz milagre. É um processo gradativo, saudável  e seguro para quem quer, principalmente, manter o seu peso após a perda.

A Reeducação Alimentar deve ser feita sempre com acompanhamento de um profissional nutricionista.  Através da transferência de ferramentas importantes, como informações sobre alimentação e saúde, motivação, estímulo emocionais e, se possível, da prática de atividade física.

Se nos alimentamos adequadamente, estaremos de bem com a vida e conosco mesmo, praticando algum tipo de atividade física e nosso futuro certamente será muito melhor e saudável. Reflita sobre isso. Procure um nutricionista e invista já na sua Reeducação Alimentar e colha resultados, principalmente duradouros. Afinal, o verão está próximo.

Foto: Divulgação
Fonte: Toque de Letra Comunicação

banner

[widgets_on_pages id=”saude”]