Página Inicial Notícias Tenistas encontram no pilates o aliado perfeito para melhorar desempenho e evitar lesões

Tenistas encontram no pilates o aliado perfeito para melhorar desempenho e evitar lesões

Escrito porWsports 14 14America/Sao_Paulo outubro 14America/Sao_Paulo 2016

Cada vez mais atletas de muitas modalidades diferentes encontram no pilates uma maneira de melhorar seu desempenho no esporte que pratica. Já falamos sobre pilates e corrida (clique aqui) e hoje é a vez do tênis.

A prática do tênis exige muito da parte física e mental dos atletas, requerendo agilidade, coordenação, energia, resistência, força e equilíbrio. Durante o jogo, o praticante faz torções controladas no tronco, para que as pancadas sejam o mais precisas possível. No entanto, o esporte pode causar muito desequilíbrio na parte muscular, já que um lado do corpo trabalha mais que o outro, o que resulta em lesões características dessa prática esportiva e os movimentos durante uma partida vão perdendo a eficiência.

Anúncios

Para sanar esse desequilíbrio e evitar ou tratar lesões, muitos atletas têm procurado o método pilates para melhorar o desempenho. Ele é o parceiro ideal do treino do tenista, porque trabalha o corpo todo de maneira simétrica, fortalecendo os músculos responsáveis pela potência nos golpes e também os músculos que garantem a estabilidade, o controle e a desaceleração dos movimentos.

“O pilates desenvolve também a respiração eficiente e adequada, utilizando todo o potencial do diafragma, fortalece os músculos abdominais e paravertebrais lombares, fazendo com que o tronco se torne um centro de força do corpo, que possibilita adquirir estabilidade, aumento de precisão e potência dos movimentos em membros superiores e inferiores”, explica Fábio Benetasso, educador físico da Clínica Levity de Ribeirão Preto.

ab0a9709-10

Foto: Freepik

Projetado pelo Freepik

Além de todos esses benefícios, o pilates aliado ao tênis ainda proporciona o aumento da força de rebatida, a melhora no equilíbrio e no controle para reações rápidas de mudança de direção, fortalecimento de ombros e braços para melhorar a velocidade da rebatida, o aumento na velocidade da extremidade da raquete, melhora na estabilidade e flexibilidade para controlar rebatidas e melhora no controle muscular para evitar lesões.

” As lesões mais frequentes em tenistas são de ombro, principalmente as tendinites do manguito-rotador (grupo de 4 músculos que seguram o ombro e mantém a sua estabilidade). Além disso, os tendões infraespinal e supra-espinal são muito afetados devido aos movimentos de saque. Todas as lesões devem ser tratadas, principalmente nos atletas mais velhos, já que além do desgaste natural da idade, os tendões sofrem mais com a prática do tênis. O método pilates desenvolve uma musculatura equilibrada e padrões motores mais adequados que além de evitar lesões, melhora o desempenho.”, ressalta Fábio Benetasso.

Além dos tendões e ombros, a coluna e a musculatura do tronco também são muito exigidas e requerem cuidados especiais. “As musculaturas abdominais e os paravertebrais são responsáveis por manter a estabilidade da coluna e o pilates trabalha o centro da força diminuindo riscos de lesões nessa região. Se o atleta não acionar essas musculaturas durante a prática do Tenis, ele fará uma extensão da coluna de forma descontrolada, podendo assim causar dor e lesão”, explica Vanessa Benetasso, fisioterapeuta da Clínica Levity.

Andy Murray e Serena Williams são exemplos de tenistas profissionais que já aderiram à prática do pilates para melhorar o rendimento em competições.

Ainda não acredita que tudo isso seja possível? Conheça a história de três praticantes de tênis que encontraram no pilates a solução para evitar lesões e melhorar o desempenho.

.

Roberto Camaroto Nogueira – Engenheiro Eletricista

“Eu pratico tênis há 5 anos. Gosto muito da modalidade porque é um esporte educativo, que exige muita atenção e dedicação. Eu jogava tênis de 3 a 4 vezes por semana, até que tive uma lesão no punho esquerdo (sou canhoto). Isso aconteceu há 50 dias, aproximadamente. Eu tive a informação de que o pilates iria me ajudar no fortalecimento muscular, aumento da flexibilidade e do desempenho. Comecei o pilates há 1 mês, já estou totalmente recuperado da minha lesão e inclusive já obtive melhoras no desempenho durante os treinos.”

img_8520

Roberto Nogueira durante aula de pilates

img_8526

Roberto conseguiu se recuperar de uma lesão no punho e melhorar seu desempenho nos treinos

Samir Nicolau Nassralla – Defensor Público

“Eu pratico tênis há 8 anos. É um esporte bem técnico e isso me motiva. Conforme você vai melhorando e jogando melhor, vai aumentando também a exigência sobre seu corpo – exige muito do braço, tornozelo, joelho – então a parte muscular precisa estar muito forte e alongada. Eu tive muitos problemas no tornozelo, cotovelo e principalmente no joelho, sentia muitas dores, Eu procurei o pilates por indicação de um amigo que me relatou não ter mais dores. Desde que comecei, senti muita melhora na explosão muscular, na flexibilidade, agilidade e a dor no joelho desapareceu.”

img_8528

Samir durante exercício de fortalecimento no manguito-rotador, região propensa a lesões durante a prática do tênis

img_8535

O alongamento e a flexibilidade também são muito trabalhados nas aulas de pilates

Louis Georges Chiapello

“Jogo tênis há 60 anos. Comecei ainda criança, na França, onde nasci. Eu pratico tênis 5 vezes por semana, 2h30 por dia, por isso, sentia muita dor, meu pescoço e meu ombro me faziam sofrer. Um dia, minha esposa me indicou o pilates, mas eu não acreditei muito. Quando encontrei a Clínica Levity, foi como um milagre. Já tenho 77 anos, a idade traz dores, mas desde que comecei o pilates, há 1 ano, não sinto mais dores. É como se meu corpo tivesse voltado a ser jovem, ele se estica, é fabuloso. Você precisa de pilates como precisa de comida. Joseph Pilates (criador do método) fez um milagre para a sociedade. Depois que acabo de jogar, o corpo fica normal, não dói. Eu senti uma melhora muito grande na explosão, na força e na potência dos movimentos específicos do tênis. O Fábio e a Vanessa (professores de pilates da Clínica Levity) são dois anjos.”

img_8538

Louis comemora o fato de não sentir mais dores, mesmo com a idade e a prática de tênis 5 vezes por semana

img_8542

O educador físico Fábio Benetasso orienta Louis durante exercício para os ombros

 

LOGO-LEVITY

Clínica Levity
Praça Rainha Dona Leonor de Lencastre, 149 – Alto da Boa Vista
Esquina com Rua Marechal Deodoro
Fone: (16) 3043-4931

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE