Página Inicial Mais futebol Tricolor domina o Figueirense e retoma o caminho das vitórias!

Tricolor domina o Figueirense e retoma o caminho das vitórias!

Escrito porWsports 12 12America/Sao_Paulo setembro 12America/Sao_Paulo 2016

Com atuação envolvente, São Paulo reagiu no Campeonato Brasileiro e reconquistou a confiança da torcida

Além do gol do argentino, o São Paulo ainda contou com os tentos de Cueva e Kelvin para construir o importante resultado positivo – Carlos Alberto descontou. Denis, com nova participação decisiva e grandes defesas, foi mais uma vez aplaudido e confirmou que vive grande fase. Com o triunfo, os paulistas subiram para a 12ª colocação, agora com 31 pontos em 24 rodadas, e se distanciaram dos últimos lugares. Na próxima quinta-feira (15), o Tricolor receberá o Cruzeiro com a missão de manter o embalo em confronto com um rival direto na tabela.

Para encarar os catarinenses, o Tricolor pôde contar com as voltas de Buffarini e Cueva. Contra o Palmeiras, o lateral-direito argentino cumpriu suspensão, enquanto o peruano Cueva não atuou por ter defendido a seleção de seu país, na véspera, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018. O camisa 13, aliás, se destacou: balançou as redes e deu uma assistência na vitória dos peruanos sobre o Equador por 2 a 1.

Além da dupla, o Tricolor teve quatro reforços neste final de semana o zagueiro Douglas e o atacante Robson, contratados nesta janela de transferências, foram relacionados pela primeira vez, assim como o lateral-esquerdo Junior Tavares e o atacante David Neres, ambos do Sub-20. Assim, o time foi escalado com Denis; Buffarini, Maicon, Lyanco e Matheus Reis; Hudson, Thiago Mendes e Wesley; Cueva, Kelvin e Chavez.

Já Breno, Wellington e Ytalo (cirurgias no joelho), Lucas Fernandes (cirurgias no joelho e no ombro), Renan Ribeiro e Bruno (aprimoram forma física), Rodrigo Caio (trauma no quadril direito), Carlinhos (trauma no pé direito) e Mena (suspenso por amarelo) não estavam à disposição. Os visitantes atuaram com Gatito; Ayrton, Bruno Alves, Werley e Marquinhos Pedroso; Jackson Caucaia, Jefferson, Ferrugem e Dodô; Lins e Carlos Alberto.

Quando a bola rolou, sem perder tempo, o Tricolor tratou de pressionar. No primeiro ataque, Wesley arriscou de fora da área, de canhota, e assustou o goleiro Gatito Fernández. O São Paulo ficava mais com a bola nos primeiros minutos, era consistente e não deixava o rival gostar do jogo. O Figueirense se defendia e era acuado pelos anfitriões, que contavam com o apoio da torcida nas arquibancadas e correspondiam dentro de campo. A pressão era constante!

Aos três minutos, após cruzamento de Buffarini pela direita, Jackson Caucaia tentou cortar e quase enganou Gatito: a bola beliscou a trave! Quase gol contra! Para tentar reagir, os visitantes pressionaram a saída de bola dos paulistas, mas ainda assim os comandados de Ricardo Gomes conseguiram trocar passes e chegavam com facilidade: Buffarini cruzou, zaga afastou mal, Cueva pegou de primeira, a bola bateu em Werley e carimbou trave!

A superioridade tricolor rendeu boas oportunidades na primeira etapa. Aos 22 minutos, Cueva achou Chavez na área. O argentino emendou de esquerda e quase abriu o placar: o arqueiro fez boa defesa e impediu que a redes balançassem. No lance seguinte, Kelvin também arriscou e ficou no quase! E quando os catarinenses desceram com perigo, Denis demonstrou segurança mais uma vez e deu conta do recado. Com uma grande defesa, o camisa 1 foi aplaudido pelos torcedores e protegeu a meta são-paulina.

E de tanto insistir, os mandantes largaram na frente! Aos 29, Maicon bateu falta bem, com categoria, e Gatito foi buscar no ângulo e mandou para escanteio. Na cobrança, porém, o goleiro rival nada pôde fazer para segurar o goleador Chavez: pela esquerda, Kelvin colocou na área aos 30 minutos e Chavez cabeceou para o fundo do gol! 1 a 0! Merecido! Foi o sexto gol do centroavante pelo São Paulo em nove jogos. Ainda antes do intervalo, Kelvin quase ampliou a vantagem, mas o Figueira contou novamente com boa intervenção de Gatito.

Na volta para a segunda etapa, o Figueirense promoveu duas alterações e equilibrou as ações da partida. Os visitantes esboçaram uma reação e trocaram passes para tentar surpreender o time são-paulino, que deu conta do recado e adotou uma postura segura para administrar o resultado. Assim, com inteligência, o São Paulo conseguiu construir uma vantagem mais elástica. Aos 19 minutos, após chute de Thiago Mendes, a bola bateu no braço de Bruno Alves: pênalti! Cueva cobrou, aos 20, o goleiro defendeu, e no rebote o peruano marcou: 2 a 0!

Com mais tranquilidade e empurrado pela torcida, que fez uma festa nas arquibancadas, o Tricolor construiu uma vitória ainda mais bonita. Em rápido contragolpe, aos 27, Chavez cruzou rasteiro pelo lado esquerdo para Kelvin mandar para a rede. 3 a 0! Daí em diante, Ricardo Gomes ainda pôde promover a estreia de Robson, e Denis confirmou a sua boa fase com outra grande defesa! Nos instantes finais, os visitantes descontaram com Carlos Alberto, 3 a 1, mas a festa foi tricolor!

Em resumo, o São Paulo reagiu!

Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net
Fonte: saopaulofc.net

tres_estrelas_assinatura

[widgets_on_pages id=”mais futebol”]
Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE