Página Inicial Botafogo SP Tricolor leva virada do Guarani, mas segue no G4 da Série C

Tricolor leva virada do Guarani, mas segue no G4 da Série C

Escrito porWsports 5 05America/Sao_Paulo setembro 05America/Sao_Paulo 2016

botafogo_guarani

No duelo dos times de melhor campanha na Série C, o Guarani levou a melhor. Na noite desta segunda-feira (5), o Tricolor chegou a sair na frente com gol de Isac, mas levou a virada, por 2 a 1, e caiu duas posições na classificação do Grupo B da Série C do Campeonato Brasileiro.

Apesar do resultado adverso, o Pantera se manteve dentro do G4 na chave e ocupa agora a 4ª colocação, com 27 pontos. Já o Guarani chegou aos 34 pontos e garantiu a classificação antecipada à segunda fase. Boa Esporte-MG, com 29 pontos, e Ypiranga-RS, com 27, completam o grupo dos quatro primeiros colocados.

Anúncios

O Tricolor volta a atuar no Estádio Santa Cruz, neste sábado (10), às 19h00, no duelo contra o Tombense-MG, pela penúltima rodada da primeira fase do Campeonato Brasileiro da Série C. Para este jogo, o técnico Márcio Fernandes poderá contar com os retornos do lateral Daniel Borges e do meia Zotti, que cumpriram suspensão na partida contra o Guarani. Por outro lado, Tiago Marques será desfalque certo por ter recebido o terceiro cartão amarelo.

O JOGO
O Botafogo começou a partida com a proposta de afunilar o adversário em seu campo de defesa e em menos de 10 minutos chegou com perigo em dois lances. O chute de Tiago Marques saiu ao lado, mas Isac foi quem desperdiçou a melhor oportunidade. Serginho deixou o camisa 7 botafoguense na cara do gol, mas ele errou o alvo.

Na segunda tentativa, Isac não decepcionou. Após cobrança de escanteio, a zaga do Guarani não conseguiu afastar, Derli ajeitou de cabeça e Isac apareceu bem colocado para encher o pé direito e estufar a rede dos campineiros.

O Guarani se viu obrigado a abrir mais as jogadas e buscar mais espaços no campo ofensivo. Pipico apareceu livre de marcação na pequena área e mandou para as redes. Para a sorte do Botafogo, o lance foi impugnado pela arbitragem que assinalou impedimento do atacante do Guarani.

Quem apareceu depois foi o jovem Sousa. O atleta formado nas categorias de base avançou com a bola dominada e deu um lindo passe longo preciso, nos pés de Tiago Marques. O atacante saltou, pegou de primeira na bola e só não ampliou o marcador por que Leandro Santos fez grande defesa.

O jogo mudou de figura no início da etapa complementar. Neneca tentou salvar lance na grande área, mas não conseguiu afastar o perigo. A bola chegou até Marcinho, que encheu o pé e conseguiu deixar tudo igual no placar do Estádio Santa Cruz.

O Tricolor tentou reagir rápido ao duro golpe que levou e teve duas boas oportunidades com Tiago Marques, que arrematou para defesa segura de Leandro Santos, e Serginho, que cobrou falta perigosa que passou raspando na rede pelo lado de fora.

O Botafogo pressionava o Guarani em busca do gol da vitória, quando levou a virada. O atacante do time de Campinas foi lançado na área, Leleco se precipitou e cometeu pênalti. Pipico foi para a cobrança a cobrança, deslocou Neneca e marcou o segundo gol do adversário.

O time botafoguense pressionou até o final, mas não conseguiu evitar a primeira derrota em casa dentro da competição nacional.

FICHA TÉCNICA:
Botafogo 1 x 2 Guarani-SP
Brasileiro Série C 2016 – 16ª Rodada
Local: Estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto (SP)
Data: 05/09/2016 – Horário: 19h15 (de Brasília)
Árbitro: Fábio Filipus – PR (CBF-1)
Assistente 1: Victor Hugo Imazu dos Santos – PR (CBF-1)
Assistente 2: Pedro Martinelli Christino – PR (CBF-1)
Quarto Árbitro: Leonardo Ferreira Lima – SP (CBF-3)

Cartões amarelos: Tiago Marques e Serginho (Botafogo); Auremir, Régis, Ferreira e Zé Antônio (Guarani);
Gols: Isac, aos 13’/1ºT (Botafogo); Marcinho, aos 4’/2ºT e Pipico, aos 30’/2ºT (Guarani);

Público: 6.998 pagantes
Renda: R$ 96.770,00

Botafogo: Neneca; Sousa (Cléo Silva), Filipe, Matheus Mancini e Diego Pituca; Rodrigo Thiesen (Helton Luiz), Derli e Ramires; Serginho, Isac e Tiago Marques (Leleco). Técnico: Márcio Fernandes.

Guarani: Leandro Santos; Lenon, Ferreira, Maurício e Gilton; Auremir, Zé Antônio, Marcinho (Deivid) e Edinho (Renatinho); Pipico e Régis (Alex). Técnico: Marcelo Chamusca.

Foto: Rogério Moroti / Agência Botafogo
Fonte: Agência Botafogo

tres_estrelas_assinatura

[widgets_on_pages id=”botafogo”]
Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE