No G8, Vôlei Ribeirão enfrenta concorrente direto neste sábado

A Superliga 2018/19 deverá ser marcada por confrontos equilibrados e bons jogos, com blocos de equipes. Um deles formado por times de grandes investimentos, que buscam as primeiras colocações, e que lutam pelo título: Cruzeiro, Sesi-SP, Taubaté e Sesc-RJ. Minas e Campinas, pela tradição, estrutura e “força da camisa” devem alternar posições com os favoritos. E um outro grupo de seis times buscarão uma vaga no playoff, entre os oito melhores.

São Francisco Saúde/Vôlei Ribeirão e Vôlei Itapetininga têm histórias parecidas e estão neste terceiro grupo. As duas equipes se enfrentam neste sábado (10), às 17h, na Cava do Bosque.

Drogao 700×400

Pela história parecida desde suas fundações, disputas dos mesmos torneios – Paulista 2017, Taça Prata 2017, Superliga B 2018 e Paulista 2018, Ribeirão Preto e Itapetininga se tornaram adversários rivais esportivos. Os dois times protagonizaram duas finais: a Superliga B e Taça Prata, vencidas por Ribeirão, e, mais que isso, fizeram sempre grandes partidas.

“É uma rivalidade esportiva, dentro da quadra de jogo, e que é boa para o esporte. É natural pela recente ascensão e pelas finais disputadas. As duas equipes se respeitam e os jogos sempre são muito difíceis. Não será diferente dessa vez. O nosso adversário se reforçou para a Superliga e tem os mesmos objetivos que os nossos. É um concorrente direto e temos que ter concentração e determinação para fazermos um bom jogo e buscarmos um resultado positivo”, afirma Marcos Pacheco, técnico do Vôlei Ribeirão.

Na Superliga, as campanhas também são iguais. Ambos somam um ponto, com Ribeirão em oitavo lugar, dentro do G8, e o Itapetininga em nono. O Vôlei Ribeirão somou ponto no tie-break contra o Sesi-SP; já o Itapetininga, diante do São Bernardo.

Renan Bin/FollowX Comunicação

 

Drogao 500×300
Gran Steak 500×300
Novo Shopping 500×300
Tonin 500×300
%d blogueiros gostam disto: