Novo presidente do Noroeste defende que o campeonato termine em campo

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no skype

O Presidente do Noroeste, Leandro Palma, concedeu entrevista ao programa W Sports News TV, exibido diariamente às 19h no Canal 9 da Net, e às 10h30 no facebook e Rádio W Sports. Ele assumiu o lugar de Rodrigo Gomes que alegou problemas particulares para deixar o clube.

O novo presidente defendeu que a série A3 seja decidida em campo, diferente de Rodrigo Gomes que declarou ser a favor do término da competição e que Noroeste e São Bernardo fossem declarados os times que iriam para a Série A2.

Bodytech 300X200

“É uma coisa que pegou todo mundo desprevenido (a pandemia), os contratos, por exemplo, já se expiraram todos e não temos muito o que fazer. A minha preocupação é de que forma a gente vai conduzir isso pro futuro, é difícil. Como estamos conversando, hoje eu tenho zero de contrato de atletas, se o campeonato terminasse hoje e o Noroeste tivesse o acesso seria maravilhoso, mas nós não abrimos mão do campeonato, de forma alguma, nós fizemos uma nota avisando a Federação que o Noroeste estaria fechado por tempo indeterminado até que se resolvesse isso. Eu gostaria muito que terminasse em campo, mas isso é uma definição da Federação, o Noroeste não abre mão do campeonato, vamos brigar pelo campeonato se for dentro ou fora de campo,” disse Palma.

Ele também disse quanto o time de Bauru custava antes da pandemia, segundo Palma o time não era tão caro quanto muitos achavam.

“Por incrível que pareça não era tão caro quanto todo mundo imagina que fosse, a folha de atletas ficava em 98 mil reais. Foi tudo muito bem negociado lá trás, fizemos um sistema de pacote e não salários fechados, então, saiu muito bom,” concluiu.

Leia Mais