Números de Hemerson Maria no Botafogo-SP preocupam

No dia 8 de agosto de 2019, o Botafogo apresentava o novo técnico da equipe – o 3° na temporada – para a sequência da Série B do Campeonato Brasileiro. Após a saída conturbada de Roberto Cavalo, que havia vencido o último jogo – 3 X 2 contra o Oeste – e estava no G4, a diretoria trouxe Hemerson Maria, que estava sem clube após deixar o Figueirense-SC.

Maria chegou ao Pantera com um currículo de respeito, principalmente na Série B do Brasileiro, acumulando boas participações na últimas temporadas e um título desta competição com o Joinville-SC, em 2014. Além disso, nos últimos dois anos esteve à frente do Vila Nova-GO e terminou a competição em 7° lugar. Em 2018, não conquistou o acesso à Séria A por uma vitória. 

Casa Verde Sala

Maria chegou ao Botafogo para consertar… nada. Afinal, o time vinha bem e permanecia brigando pelas primeiras posições na tabela. No primeiro jogo, com seu auxiliar, Emerson Nunes, na beira do gramado, e com a escalação que vinha sendo colocada por Cavalo, empate em 0 X 0 com o Bragantino, líder absoluto da competição. Na rodada seguinte, já com Maria à beira do campo, derrota por 3 X 0 para o Sport-PE.

A primeira vitória veio na rodada seguinte. 2 X 1 contra o Londrina-PR, e mesmo assim, o futebol apresentado pela equipe seguia sendo questionado. Na 17° rodada, outra derrota, em mais uma partida ruim do Tricolor. Desta vez, 2 X 0 para o Cuiabá. E se estava ruim, podia piorar. Na última partida do 1° turno da Série B, derrota para o Paraná por 1 X 0, em pleno o estádio Santa Cruz. 

O treinador começou o returno já pressionado. Na primeira partida, empate em 0 X 0 com o Vitória-BA, em Salvador. Já na 2° rodada do returno, uma vitória diante do América-MG já soava como obrigação e ela, mais uma vez, não veio. Mais um empate sem gols, com um péssimo futebol apresentado, dentro de casa.

No total, em sete jogos no comando do Pantera, Hemerson Maria perdeu três, empatou mais três e venceu apenas um. De 21 pontos disputados, conquistou somente seis, aproveitamento de 28%. Além disso, nessas sete partidas, o Pantera sofreu oito gols e marcou apenas dois. Quando Hemerson chegou, o Tricolor estava na 4° colocação. Hoje, ocupa somente a 10°. 

Na próxima rodada, o Pantera enfrenta o São Bento, vice-lanterna, em Ribeirão Preto. Os botafoguenses cobram e exigem a vitória diante do time de Sorocaba. A partida acontece na sexta-feira (13), às 19h15. 

Foto: Raul Ramos / Agência Botafogo 

Tonin 700
Drogao 500×300
Gran Steak 500×300
%d blogueiros gostam disto: