Página Inicial Outros Esportes Vôlei Nestlé quebra a invencibilidade do Rexona-Sesc

Vôlei Nestlé quebra a invencibilidade do Rexona-Sesc

Escrito porRedação Wsports 15 15America/Sao_Paulo dezembro 15America/Sao_Paulo 2016

O Vôlei Nestlé (SP) acabou com a invencibilidade do Rexona-Sesc (RJ) na Superliga feminina de vôlei 16/17. Nesta terça-feira (13.12), diante do incentivo de sua apaixonada torcida durante todo o confronto, a equipe do treinador Luizomar de Moura venceu o clássico contra o time carioca por 3 sets a 2 (23/25, 26/24, 20/25, 25/23 e 15/13), em 2h24 de jogo, no ginásio José Liberatti, em Osasco (SP). A partida foi válida pela nona rodada do turno da competição. A campeã olímpica Tandara se destacou no confronto e marcou 32 pontos.

Mesmo com resultado negativo, o Rexona-Sesc continua na liderança da Superliga 16/17, com 25 pontos (oito vitórias e uma derrota). O Terracap/BRB/Brasília Vôlei aparece em segundo lugar, com 21 pontos (sete resultados positivos e dois negativos) e o Vôlei Nestlé está na terceira posição, com a mesma campanha do time candango, mas com um pior saldo de sets.


A atacante Tandara brilhou em quadra, foi eleita a melhor da partida em votação popular no site da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) e ficou com o Troféu VivaVôlei, programa de responsabilidade social da CBV que atende crianças de 7 a 14 anos por meio de escolinhas de vôlei. Ao final do duelo, a atacante, que recebeu o troféu do medalhista de bronze nos Jogos Olímpicos do Rio, Arthur Nory, falou sobre o resultado positivo diante do Rexona-Sesc.

“Hoje trabalhamos como uma equipe e isso foi o diferencial. O time está de parabéns. Só tenho que agradecer ao apoio de toda a comissão técnica e das jogadoras. Essa partida é um clássico muito esperado por todos e foi muito bom conseguirmos esse resultado”, disse Tandara, que ainda foi a maior pontuadora do confronto, com 32 acertos.

Quem também teve boa pontuação foi a central Bia, com 17 acertos. Pelo lado do Rexona-Sesc, a ponteira Gabi se destacou, com 19 pontos. Pelo lado do Rexona-Sesc, a ponteira Drussyla lamentou a derrota, mas enalteceu o espírito de luta do time carioca.

“Acho que jogamos como um time, mostramos que temos 14 jogadoras prontas para entrar a qualquer momento. Vacilamos em momentos decisivos, tivemos oportunidades e deixamos passar. Sabíamos que seria um adversário fortíssimo, que, além de ter um ataque decisivo, defendeu muito bem também”, analisou Drussyla.

As duas equipes voltarão à quadra na próxima sexta-feira (16.12). O Rexona-Sesc enfrentará o Camponesa/Minas (MG), às 20h, na Arena Minas, em Belo Horizonte (MG). O SporTV transmitirá ao vivo. Já o Vôlei Nestlé duelará com o Renata Valinhos/Country (SP), às 19h30, no José Liberatti, em Osasco (SP).

Fonte: Confederação Brasileira de Vôlei