Palmeiras bate o Santos e ajuda o Botafogo de Ribeirão no Paulistão

Com o apoio dos 37.867 torcedores que foram ao Allianz Parque, o Palmeiras conquistou sua quinta vitória consecutiva no primeiro clássico da temporada. Antônio Carlos e Borja marcaram, e o Verdão superou o Santos por 2 a 1, neste domingo (04), em partida válida pelo Campeonato Paulista. Renato descontou para os alvinegros.

O aproveitamento da equipe segue perfeito neste Paulistão, já são 15 pontos conquistados em 15 disputados. O time alviverde lidera o grupo C e a tabela geral da competição. Em outra lista encabeçada pelo Palmeiras, o clássico deste fim de semana registrou o maior público do Paulistão até agora.

Coxilha dos Pampas 300X200

Pela primeira vez desde 2015, o Verdão pode emplacou uma sequência de cinco vitórias. Em 2015, o Alviverde engatou uma série de seis triunfos ao bater Rio Claro, São Bento, Penapolense, Capivariano, Vitória da Conquista e Bragantino. Nesta temporada, a equipe de Roger Machado superou Santo André, Botafogo-SP, Red Bull Brasil, Bragantino e Santos.

A vitória marcou também o 40º jogo de dois jogadores: Jailson e Thiago Martins. O goleiro não sabe o que é perder há 26 jogos e tem apenas um revés em todas as suas atuações pelo Verdão, na partida de ida contra o Grêmio, pela Copa do Brasil de 2016. O zagueiro é o único atleta de linha a atuar todos os minutos do Palmeiras no Campeonato Paulista.

O jogo

Empurrado pelos palestrinos que lotaram o estádio, o Palmeiras começou a partida sufocando o adversário e marcando presença no campo de ataque. Com dois minutos de bola rolando, a equipe de arbitragem já havia marcado dois escanteios para os mandantes. No primeiro, Sasha afastou a cobrança de Lucas Lima.

Na segunda oportunidade que teve, no entanto, o Verdão não perdoou. Dudu fez o cruzamento e Antônio Carlos subiu mais alto do que os zagueiros alvinegros para cabecear em direção ao gol, sem chances para o goleiro Vanderlei. (Palmeiras 1 x 0 Santos)

A superioridade alviverde no início ficou ainda mais clara quando Willian arrancou pela direita e foi derrubado por Caju. Lucas Lima cobrou a falta e por muito pouco não ampliou o placar para o Verdão. A bola passou por Vanderlei, mas parou na trave.

Passados os primeiros 10 minutos, o Santos conseguiu equilibrar um pouco o jogo e igualar a posse de bola. O time do litoral, porém, parou em Jailson duas vezes consecutivas. Em grande fase, o goleiro espalmou o chute de Arthur Gomes e, na cobrança de escanteio, logo em seguida, fez outra defesa ainda mais brilhante para bloquear a cabeçada de Sasha.

Apesar das duas chances alvinegras, o Palmeiras ditava o ritmo do jogo, que diminuiu e ficou mais cadenciado com a vantagem palestrina no placar. O primeiro tempo terminou sem mais oportunidades reais de gol para as duas equipes.

Seguindo o roteiro da etapa inicial, o segundo tempo começou com pressão alviverde. Desta vez, o Verdão precisou de quatro minutos para marcar, também na segunda oportunidade criada pela equipe. Em jogada que começou com Borja saindo para buscar a bola no meio-campo, o colombiano recebeu de Willian na entrada da área e mandou uma bomba no canto esquerdo de Vanderlei. (Palmeiras 2 x 0 Santos)

A reação adversária veio aos 17, em um lance duvidoso. Após a cobrança de escanteio de Daniel Guedes, Marcos Rocha afastou e a arbitragem não considerou que a bola saiu pela linha de fundo, apesar das reclamações alviverdes. O próprio Guedes cruzou novamente e Renato descontou para os santistas. (Palmeiras 2 x 1 Santos)

Aos 29, Roger Machado fez sua primeira alteração e promoveu a entrada de Keno na vaga de Dudu. O camisa 7 passou a braçadeira de capitão para Felipe Melo. Logo em um de seus primeiros lances na partida, o atacante acertou lindo passe para Tchê Tchê, que finalizou de pé esquerdo. A bola passou muito perto da trave e saiu pela linha de fundo.

O técnico palmeirense fez mais duas mudanças durante a etapa final. Aos 36, Bruno Henrique substituiu Tchê Tchê. Pouco depois, foi a vez de Gustavo Scarpa entrar em campo, no lugar de Lucas Lima, e fazer sua estreia com a camisa do Palmeiras. Participativo, o meio-campista ficou responsável pela bola parada e teve chance de bater algumas faltas e escanteios antes do apito final.

Escalação: Jailson; Marcos Rocha, Antônio Carlos, Thiago Martins e Victor Luis; Felipe Melo, Tchê Tchê (Bruno Henrique) e Lucas Lima (Gustavo Scarpa); Willian, Borja e Dudu (Keno).

Cartões amarelos: Felipe Melo, Lucas Lima, Tchê Tchê e Victor Luis

Gols

Palmeiras: Antônio Carlos (2’ – 1º Tempo) e Borja (4’ – 2º Tempo)

Santos: Renato (17’ – 2º Tempo)

 Por Mariana Giovinazzo .

Novo Shopping 500×300
Tonin 500×300
Gran Steak 500×300
%d blogueiros gostam disto: