Para Hamilton, tirar a Ferrari do pódio é um “grande golpe” na escuderia

Para Hamilton, tirar a Ferrari do pódio é um “grande golpe” na escuderia

Inglês venceu o GP do Canadá nesse fim de semana e se aproximou do ferrarista

O vencedor do Grande Prêmio canadense, Lewis Hamilton, considerou o resultado da competição um “grande golpe” na escuderia italiana. Esta é a primeira vez no ano que a equipe rival não subiu ao pódio. “Ganhar à frente da Ferrari é fantástico”, declarou o número um deste domingo.

Drogao 700×400

Na etapa do Canadá, os dois lugares mais altos do pódio foram ocupados por pilotos da Mercedes: o britânico Hamilton, em primeiro, e o finlandês Valtteri Bottas, segundo colocado. “Tem sido uma semana incrível”, disse o seis vezes campeão do circuito. “Eu não poderia estar mais feliz, principalmente pela equipe”. O terceiro melhor tempo foi de Daniel Ricciardo, da Red Bull.

“Nestes cinco anos com a Mercedes, eu nunca tinha visto o time trabalhar tão bem e tão junto, lutando por um mesmo objetivo, que era entender o carro e vir aqui fazer o que fizemos — um grande golpe na Ferrari”, declarou o atual número dois do ranking geral, com 129 pontos. Ele está atrás apenas do alemão Sebastian Vettel, membro da equipe adversária, que soma 141.

> Receba as notícias do esporte em primeira mão. Curta a página Wsports no Facebook

O vencedor do Grande Prêmio canadense, Lewis Hamilton, considerou o resultado da competição um “grande golpe” na escuderia italiana. Esta é a primeira vez no ano que a equipe rival não subiu ao pódio. “Ganhar à frente da Ferrari é fantástico”, declarou o número um deste domingo.

Na etapa do Canadá, os dois lugares mais altos do pódio foram ocupados por pilotos da Mercedes: o britânico Hamilton, em primeiro, e o finlandês Valtteri Bottas, segundo colocado. “Tem sido uma semana incrível”, disse o seis vezes campeão do circuito. “Eu não poderia estar mais feliz, principalmente pela equipe”. O terceiro melhor tempo foi de Daniel Ricciardo, da Red Bull.

“Nestes cinco anos com a Mercedes, eu nunca tinha visto o time trabalhar tão bem e tão junto, lutando por um mesmo objetivo, que era entender o carro e vir aqui fazer o que fizemos — um grande golpe na Ferrari”, declarou o atual número dois do ranking geral, com 129 pontos. Ele está atrás apenas do alemão Sebastian Vettel, membro da equipe adversária, que soma 141.

Foto: Dan Istitene | AFP

 

Drogao 500×300
Novo Shopping 500×300
Tonin 500×300
Gran Steak 500×300
%d blogueiros gostam disto: