radio-wsports
Clique e ouça aqui!
Foto: @scinternacional

Polêmicas com VAR no último domingo de Brasileirão fazem com que CBF, junto a Comissão Nacional de Arbitragem, soltem nota de esclarecimento.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram
Share on skype

Depois de inúmeras reclamações públicas dos clubes na Série A do Brasileirão sobre possíveis erros da tecnologia no Brasil, a rodada de domingo não foi diferente. O VAR gerou muita polêmica, mais precisamente nos jogos entre Internacional x Vasco e Flamengo x Corinthians.

Porém, foi o primeiro gol do Inter em São Januário o pivô da controvérsia nota que veio horas depois relatando uma pano no sistema do VAR. A utilização das linhas de impedimento foi prejudicada e praticamente impossibilitou a checagem do tento marcado de cabeça por Rodrigo Dourado, do Internacional, que estava em posição duvidosa. Três minutos e muitas reclamações depois o árbitro, Flavio Rodrigues de Souza, manteve a marcação de campo e validou o gol.

Gran Steak 500×300

O Internacional pode ser o novo campeão brasileiro já na próxima rodada se vencer o Flamengo no Maracanã, jogo marcado para o próximo domingo, às 16 horas. Já o Vasco, que não consegue se recuperar da má fase que vive, cogitou nem entrar em campo para o segundo tempo e após a derrota por 2 x 0 a situação piora. Nesse momento o time aparece com 73% de chance de rebaixamento, esse podendo até ocorrer na próxima rodada. Além disso, é esperado que o clube recorra a CBF e ao STJD pedindo a anulação da partida válida pela 36.ª rodada.

Nota Oficial CBF

A Comissão Nacional de Arbitragem solicitou à empresa Hawk-Eye, responsável pela operação dos equipamentos do VAR, esclarecimentos sobre a questão técnica que prejudicou a utilização das linhas de impedimento em um dos lances do jogo entre Vasco e Internacional, válido pelo Campeonato Brasileiro, realizado neste domingo, dia 14.

A Comissão destaca que o lance, do primeiro gol do Internacional, mesmo assim foi checado pela equipe do VAR, não sendo constatado nenhum erro claro da arbitragem de campo. Portanto, conforme os princípios do Protocolo do VAR, foi corretamente mantida a decisão de campo de validar o gol.”

Leia Mais

W Sports