Raikkonen nega hierarquia na Ferrari: “Não temos número 1”

Kimi Raikkonen se manifestou após a polêmica envolvendo a vitória do companheiro Sebastian Vettel no GP de Monaco. Aproveitando para responder às declarações de Lewis Hamilton, o finlandês declarou que não existe uma regra na Ferrari para beneficiar um suposto primeiro piloto da equipe.
Vettel ficou com o lugar mais alto do pódio em Montecarlo após superar o parceiro de equipe. Em entrevista à Motorsport, porém, Raikkonen apontou que não se tratou de uma estrategia para ajudar o alemão.
“Não, nós não temos (um primeiro piloto na Ferrari)”, apontou. “Como sempre, somos livres para competir. Conhecemos nossas regras na equipe, sabemos o que o time quer e é simples. Nós competimos o máximo que pudermos”, completou.
> Receba as notícias do esporte em primeira mão. Curta a página Wsports no Facebook
A vitória no principado deu a Vettel o topo da classificação geral da Fórmula 1 2017, com 129 pontos. Responsável por apontar que o concorrente havia sido beneficiado pelo companheiro, Hamilton é o segundo colocado, com 104.
Mesmo negando a existência de uma hierarquia nos boxes da Ferrari, Raikkonen apontou que este tipo de estrategia é perfeitamente comum nas escuderias. O piloto de 37 anos, inclusive, revelou que não se importaria de ajudar um companheiro caso recebesse ordem para isso.
“Quando se trata desse ponto da temporada, quando um cara tem chance e o outro não tem chance, é normal”, explicou o finlandês. “É como em qualquer equipe que já estive na F1. Eu não tenho problemas com isso, acho que é um jogo justo. Nós lutamos até onde podemos e se devemos fazer outra coisa, então é justo”, continuou.

Foto: AFP

 

Drogao 700×400

Drogao 500×300
Tonin 500×300
Gran Steak 500×300
Novo Shopping 500×300
%d blogueiros gostam disto: