radio-wsports
Clique e ouça aqui!

Ribeirão Preto participa de projeto para desenvolvimento do esporte paralímpico

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram
Share on skype

Uma parceria do governo do Estado de São Paulo com a prefeitura de Ribeirão Preto, por meio da Secretaria de Esportes, irá oferecer 50 vagas de capacitação técnica aos professores de educação física da rede pública, privada, de entidades e clubes, além dos estudantes do último ano de graduação, para fomentar e incentivar o esporte paralímpico. O curso será realizado pelo projeto Paradens (Programa de Desenvolvimento Paralímpico), entre os dias 23 e 26 de fevereiro.

A ação será realizada com o apoio da Associação dos Deficientes Visuais de Ribeirão Preto (Adevirp) e da Universidade de Ribeirão Preto (Unaerp), além de entidades parceiras da Secretaria Municipal de Esportes.

UNIMED

O secretário de Esportes, André Trindade, ressalta que a capacitação dos profissionais irá proporcionar aos atletas paralímpicos atendidos pelo município, a possibilidade de terem uma carreira esportiva. “Para o posicional que recebe a capacitação, além da qualidade do trabalho desses profissionais, eles irão agregar mais conhecimento, fundamental na formação dos atletas”, explica André.

O objetivo do projeto é se tornar a base estrutural para o esporte Paralímpico em todo o estado de São Paulo, em conjunto com atletas e professores. Trata-se de uma iniciativa inovadora, que parte do mapeamento do estado para pesquisar a prática de modalidades e locais de treino em cada região, oferecendo suporte e capacitação técnica aos profissionais.

Entre as principais ações do projeto está a capacitação técnica dos professores e estudantes para adquirirem conhecimento teórico e prático do esporte paralímpico, com o intuito de fomentar sua prática de maneira global.

As aulas práticas da capacitação contarão com a aplicação de conceitos e técnicas, fundamentos básicos e adaptações necessárias para iniciar e dar continuidade ao processo educativo-esportivo. As atividades contemplam as modalidades Bocha, Natação, Goalball e Vôlei Sentado e serão realizadas em nove locais distintos, sendo eles as oito Regiões Esportivas do estado, mais a cidade de São Paulo.

As informações, conteúdo programático da capacitação e formulário de inscrição estão disponíveis no site.

Com o aprimoramento dos profissionais de Ribeirão Preto, a Secretaria de Esportes coloca a cidade no circuito dos esportes paralímpicos, contribuindo com o desenvolvimento deste segmento esportivo.

Ações do Paradens

O Programa de Desenvolvimento Paralímpico terá como ações o mapeamento das entidades que trabalham com paradesporto no estado de São Paulo; criação de um banco de dados oficial do estado para consulta pública on-line e gratuita; homologar entidades para fazerem parte do “Quadro da Secretaria de Esportes” no Portal, oferecendo consultoria geral, por meio de visitas, para implementar melhorias e alavancar a qualidade das entidades, além de consultoria administrativa focada na gestão do esporte paralímpico; capacitação técnica para profissionais de educação física que trabalham com o paradesporto ou pretendem inserir nas entidades e escolas do estado de São Paulo.

Os Jogos Paralímpicos

O Programa dos Jogos Paralímpicos de Verão é composto por 22 modalidades e 23 disciplinas, considerando que o paraciclismo é dividido em paraciclismo de pista e paraciclismo de estrada. Os Jogos Paraolímpicos são o maior evento esportivo internacional para atletas com deficiência e o segundo maior evento esportivo do mundo.

Um dos principais pontos que caracteriza o esporte paraolímpico é o sistema de classificação. Esse sistema permite que a competição seja organizada para que os atletas possam competir com outros atletas com as mesmas deficiências ou com deficiências semelhantes. Cada modalidade possui seu próprio sistema de classificação com base nos dez tipos de deficiências elegíveis, definidas pelas diretrizes de classificação do IPC.

Leia Mais

W Sports