Ribeirão vence Itapetininga e termina primeira fase como líder

Foi duro, difícil, mas o Vôlei Ribeirão venceu o Vôlei Um Itapetininga no último duelo da primeira fase da Superliga B. Após estar perdendo por 2×1, a equipe de Marcos Pacheco conseguiu a virada, vencendo os dois últimos sets, com grande atuação de Gabriel. Ribeirão terminou assim na primeira colocação e enfrentará o último colocado, Uberlândia, nas quartas de final.

O que se viu na Cava do Bosque no último sábado (10) foi um verdadeiro embate de “gente grande”. O duelo entre os dois líderes da competição, que possuem menos de um ano de idade cada, correspondeu às expectativas iniciais, com rallys de tirar o fôlego das duas torcidas que ocupou boa parte do ginásio, defesas impressionantes e ataques ferozes. Com certeza o jogo pode ser considerado um dos melhores desta edição da Superliga.

Coxilha dos Pampas 300X200

Após um primeiro set equilibrado, no qual Ribeirão teve alguns problemas de saque e recepção, Itapetininga saiu na frente com placar de 25×23. O segundo set teve como destaque as jogadas ofensivas de ambas equipes e controle de Ribeirão, que não conseguia abrir uma vantagem maior que um ponto, mas após uma boa sequência de saques de Gabriel, conseguiu vencer por 25×22. O terceiro set foi todo de Itapetininga, que abriu larga vantagem logo no começo e se manteve à frente com bons ataques de Victor e do central Matheus Bispo, finalizando o set em 25×23.

O quarto set talvez tenha sido o grande ponto fora da curva no jogo, já que desde o começo Ribeirão abriu larga vantagem, principalmente com uma grande sequência de saques de Gabriel, quando se tornou de 11 pontos. O time de Itapetininga conseguiu diminuir a diferença, mas após nova sequência de bons saques, desta vez de Giovanni e Ualas, que dificultaram muito a recepção e o passe do adversário, Ribeirão fechou em 25×14, levando a partida para o Tie-Break. Destaque também para Willian, que entrou durante o jogo e deu conta do recado, se tornando o principal alvo do levantador Jotinha no ataque.

Se o quarto set foi desequilibrado, o Tie-Break foi o grande momento do jogo, tendo sido intensamente disputado, ponto a ponto. Era ponto aqui, ponto lá, sem que a diferença passasse de um ponto para uma das equipes. E novamente foi com Gabriel e Willian que a equipe conseguiu, no finalzinho do set, abrir uma boa vantagem e vencer por 15×12, fechando o jogo em 3×2.

Após o jogo, o treinador Marcos Pacheco agradeceu a torcida presente e disse acreditar que foi a melhor partida de Ribeirão até agora. “Sem dúvida nenhuma, o nosso melhor jogo. Tanto em casa quanto em todas as competições que disputamos. Tivemos paciência para reverter o placar, uma atuação que me deixou muito satisfeito […] De fato, o jogo contra Itapetininga, que é um adversário duríssimo, mostrou toda a preparação do Vôlei Ribeirão”.

Para Pacheco, os saques da equipe foram um grande diferencial para a vitória. “O Gabriel fez 11 pontos de saque no jogo, fora as quebras de passe. Em todos os meus anos de vôlei, nunca vi uma atuação com essa de hoje (sábado) […] O Giovanni também foi muito bem e nos ajudou muito durante o jogo”.

Outro destaque do time foi Willian, que entrou durante o jogo e deu conta do recado, se tornando o grande destaque nos dois últimos sets, com um aproveitamento quase perfeito nos ataques, terminando com 12 pontos, junto de Giovanni o segundo maior pontuador do time.

O camisa 7 de Ribeirão disse ao final da partida que a equipe passa muita confiança a ele e isso se reflete dentro da quadra. “Fiquei muito contente por poder entrar e ajudar a equipe. No final, não importa quem está lá dentro, mas sim atingir nosso objetivo, que foi o que aconteceu hoje”.

Pacheco elogiou bastante o jogador. “A entrada do Willian foi importante. Ele é um jogador mais leve, com uma bola mais rápida. Com isso, a equipe de Itapetininga teve abrir os bloqueadores. Ele teve um aproveitamento excelente e nos deu muita regularidade no passe também”.

Grande nome do Itapetininga, André Nascimento, multi campeão com a Seleção Brasileira, praticamente não jogou, entrando em certo momento do segundo set. Mesmo assim, ao final da partida, foi o mais procurado pelas torcidas de Ribeirão e Itapetininga para fotos.

Nas outras partidas da rodada, Santo André-SP venceu Uberlândia-MG por 3×2, Botafogo-RJ bateu Blumenau-SC por 3×0 e Montecristo-GO venceu o Brasília-DF por 3×1. Com estes resultados, Ribeirão ficou em primeiro e Itapetininga em segundo na classificação.

Líder, o Vôlei Ribeirão enfrenta nas quartas de final a equipe de Uberlândia, que terminou na última posição na primeira fase, em embate melhor de três. No duelo entre as equipes, Ribeirão venceu por 3×0, fora de casa. Mas para Marcos Pacheco, isso não significa nada dentro da quadra. “Teoricamente, você quer pegar a equipe que teve menor aproveitamento. Nós temos um histórico de confrontos com Uberlândia e todos foram difíceis. O favoritismo acaba quando começa o jogo, temos que nos preparar muito, fazer um planejamento muito bom, porque agora não há margem de erro, pois qualquer derrota é definitiva”.

Os outros duelos das quartas de final serão Itapetininga-SP x Santo André-SP, Botafogo-RJ x Brasília-DF e Montecristo-GO x Blumenau-SC. Os confrontos, melhor de três jogos, começarão a partir de sábado (17), mas sem horários confirmados até o momento.

Texto: André Coutinho

Crédito da Foto: FL Piton/CCS

Gran Steak 500×300
Novo Shopping 500×300
Tonin 500×300
%d blogueiros gostam disto: