Tite lamenta erro da arbitragem, mas também acusa erros de sua equipe

O Brasil entrou em campo diante da Suíça como favorito em sua estreia na Copa do Mundo da Rússia. Mas, quando a bola rolou este favoritismo não foi tão claro assim. A tradicional retranca suíça quase não deu liberdade ao esquema tático brasileiro. Foram poucas as chances do Brasil no primeiro tempo.

Aos 11 minutos o time verde e amarelo teve sua primeira grande chance.  Neymar recebeu de Phillipe Coutinho, levou a bola para a linha de fundo e cruzou,  Gabriel Jesus chutou cruzado, a bola passou perto do gol.

Logo na sequência, dois minutos e meio depois,  Gabriel Jesus cruzou  da esquerda pelo alto, a bola passou  na frente do gol e foi para a linha de fundo.

Em um dos poucos erros da Suíça no tempo inicial a seleção marcou seu Gol, Phillipe Coutinho recebeu uma bola na entrada da grande área no lado direito da defesa do adversário e bateu no anglo esquerdo do goleiro Yann Sommer. Um golaço.

Neymar quase não apareceu na primeira etapa, o que já era esperado, pois o atleta continua em processo de recuperação. No segundo tempo ele chamou mais a responsabilidade para si e ajudou mais seus companheiros.

No inicio do segundo tempo a equipe brasileira foi surpreendida com gol suíço. Aos cinco minutos em um lance faltoso, Steven Zuber empatou a partida . Ele empurrou o zagueiro Miranda e golpeou de cabeça sem chances para Alisson. A partir deste momento praticamente só deu Brasil, mas a bola insistiu em não entrar.

Após o jogo, Tite lamentou o erro da arbitragem , perguntado pelo jornalista Wilson Rocha sobre o lance do gol da Suíça, um suposto penâlti em Gabriel Jesus e não utilização do VAR nos lances, o treinador respondeu:

” Gostaria de estar respondendo outra pergunta de performance e desempenho. Até porque pode parecer desculpa pelo empate. Não tem que pressionar a arbitragem na hora. Tem gente para avaliar, não podemos ter uma equipe desequilibrada.O lance do Miranda foi muito claro. E não estou justificando o resultado. Muito claro. O lance do pênalti é passivo de interpretação. Mas o primeiro, não. Não dá para conceber alto nível dessa forma”, disse Tite.

O técnico também demonstrou insatisfação com o resultado. Traduziu este sentimento em poucas palavras:  “Tivemos algumas partes que oscilaram. Até o gol, o volume foi forte. E depois retraímos demais, que não é o nosso normal. No intervalo, corrigimos alguns posicionamentos, tentamos ter uma saída mais adiantada. Mas, durante o jogo, a Suíça conseguiu ser melhor a partir do gol de empate. Depois equilibramos de novo. E mantivemos um nível de Brasil, mas a ansiedade bateu forte. Apressamos demais o jogo. Quando apressa demais, o último movimento (finalização) fica impreciso. Foram 20 chutes, mas muitos para fora. Poderíamos ter feito o goleiro trabalhar mais”.

O jogador Phillipe Coutinho foi eleito pela Fifa o homem do jogo. Um bom público na Arena Rostov, pouco mais de 43 mil pessoas assistiram a partida em Rostov On Don.

 

Wilson Rocha

W Sports/ FI – Foto Rodrigo Villalba

Leia Mais

W Sports
Espaço Publicitario