Página Inicial Turismo Tocantins anuncia novas regras para turismo no Jalapão

Tocantins anuncia novas regras para turismo no Jalapão

Escrito porRedação Wsports 14 14America/Sao_Paulo fevereiro 14America/Sao_Paulo 2017

O parque estadual do Jalapão, um dos principais destinos turísticos da região Norte, está com novas regras para visitação. Entre as normas anunciadas pelo Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins) está a proibição do uso de drones para filmagens e fotografias nas dunas. Ensaios fotográficos de casamento e 15 anos, por exemplo, continuam permitidos desde que previamente informados e autorizados. Não há restrições para fotos pessoais, exceto para fins comerciais.

As áreas de nado também foram delimitadas. As lagoas próximas das dunas estão entre os locais cujo o banho está proibido. A abertura de novas trilhas não será mais permitida e a entrada de animais domésticos também não será mais permitida, apenas cães guias usados para orientação dos deficientes visuais serão autorizados.


O uso de bebidas alcoólicas e substâncias ilícitas nas dunas faz parte da lista de proibições anunciadas pelo o órgão estadual de defesa do meio ambiente do Tocantins. As regras ainda reforçam proibições como alimentar e maltratar os animais silvestres, bem como retirar material da natureza e acender fogueiras dentro do parque.

> Receba as notícias do turismo em primeira mão. Curta a página Wsports no Facebook

CADASTUR – Ao regulamentar a ação das operadoras de turismo, o Naturatins quer facilitar a fiscalização para preservar o ecossistema do Jalapão. Só podem conduzir turistas ao local, empresar cadastradas no Ministério do Turismo. O Cadastur é obrigatório para as agências de viagem, daí a importância do cadastro para quem vai continuar operando no parque.

O licenciamento ambiental para o exercício da atividade turística é outra exigência do Instituto. O número da licença deve ser fixado na operadora turística. O lixo produzido pelos visitantes deve ser recolhido pelas agências de viagem responsáveis pelos passeios sob pena de multa. O turista também pode ser multado, se flagrado jogando o lixo na natureza.

As regras dão mais segurança ao turista, que terá assistência de empresas regularizadas operando no Jalapão. O conjunto de medidas aumenta a visão e a credibilidade das operadoras, contribuindo para o desenvolvimento do turismo sustentável da área de conservação.

De acordo com o Naturatins, 11 empresas operadoras de turismo do Estado são cadastradas para operar no Jalapão, mas o número de agências que trabalham na informalidade é bem maior, daí a necessidade de formalização dessas empresas, no sentido de estarem cientes do uso racional dos recursos naturais.

Fonte: Ministério do Turismo

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE