Vacinação contra a Covid-19 já tem data para começar em São Paulo; confira

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram
Share on skype

O início da vacinação contra a Covid-19 já tem data oficial para começar em São Paulo. O governo do estado anunciou nesta segunda-feira (7) que a aplicação da CoronaVac, vacina chinesa produzida pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o Instituto Butantan, começará a ser distribuída a partir do dia 25 de janeiro de 2021.

Leia também: Autoridades pedem que todas as vacinas com eficácia comprovada sejam adquiridas

Segundo o pronunciamento do governo, o cronograma de vacinação, que foi dividido em cinco fases, contempla, inicialmente, profissionais de saúde, indígenas e quilombolas de todo o estado. De acordo com o anúncio, cada indivíduo receberá duas doses.

Ainda conforme divulgou o governo, idosos com mais de 75 anos também fazem parte da camada prioritária e serão o segundo grupo a receber a vacina – a primeira dose do imunizante que essa população receberá está prevista para ocorrer a partir do dia 8 de fevereiro.

Vacinação contra a Covid-19 já tem data para começar em São Paulo; confira
O cronograma de vacinação contempla, inicialmente, profissionais de saúde, indígenas e quilombolas de todo o estado. (Foto: arte/ Brasil 123)

“A escolha do público-alvo para essa primeira fase levou em consideração a incidência de óbitos de coronavírus no estado de São Paulo”, afirmou o governador João Doria em coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes, na Zona Sul da cidade.

De acordo com o governador, o estado já possui 5,2 mil postos de vacinação nos 645 municípios paulistas. O objetivo é ampliar o total para até 10 mil pontos de vacinação, com a possível utilização de escolas, quartéis da PM, estações de trem e terminais de ônibus, farmácias e até sistemas drive-trhu.

Próximo passo para a vacina contra a Covid-19

Agora, para que a vacina comece a ser distribuída, é necessário que o Instituto Butantan envie um relatório à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para que o órgão aprove o uso do imunizante.

Segundo o Butantan, a previsão é a de que as informações sejam enviadas até o fim desta semana e que a Anvisa decida se a CoronaVac cumpre, ou não, todos os requisitos para aplicação até a primeira semana de janeiro.

Leia Mais

W Sports
Espaço Publicitario