Vôlei feminino começou na frente, mas sofreu a virada por 3 sets a 1 na Liga das Nações

A seleção brasileira feminina de vôlei estreou com resultado negativo na Liga das Nações. A equipe do treinador José Roberto Guimarães foi superada, nesta terça-feira (15.05), pela Alemanha por 3 sets a 1 (15/25, 25/22, 25/18 e 25/20), no ginásio José Correa, em Barueri (SP). Brasileiras e alemãs estão no mesmo grupo da Sérvia e do Japão na primeira semana da competição.

O time verde e amarelo voltará à quadra às 15h05 desta quarta-feira (16.05) contra o Japão. A TV Globo e o SporTV 2 transmitirão ao vivo.

A atacante Fromm, da Alemanha, foi a maior pontuadora do confronto, com 20 pontos. Pelo lado do Brasil, a oposta Tandara marcou 16 vezes e a ponteira Drussyla fez 14 pontos.

A central Carol, que marcou oito pontos na partida, lamentou o resultado, mas mostrou otimismo na recuperação do Brasil.

“A partida de hoje fugiu um pouco do nosso controle. Sabemos que esse foi o primeiro jogo da temporada. Ficamos tristes com o resultado, mas ainda temos muita competição pela frente. Vamos continuar treinando forte e os resultados vão aparecer naturalmente”, disse Carol.

O treinador José Roberto Guimarães pediu uma melhora no sistema defensivo do time brasileiro. “Poderíamos ter atuado um pouco melhor e ido para cima da Alemanha. No entanto, o nosso sistema defensivo não funcionou e quando a relação bloqueio-defesa não ajuda, a gente começa a sentir o jogo. Foi o que aconteceu hoje”, explicou José Roberto Guimarães.

Depois da Liga das Nações, a seleção feminina disputará outras três competições em 2018: Copa Pan-Americana entre os dias 6 e 15 de julho, Montreux Volley Masters, entre os dias 4 e 9 de setembro, além do Campeonato Mundial de 29 de setembro a 20 de outubro.

O JOGO

O set começou equilibrado. Numa bola rápida central Carol, o time verde e amarelo fez 8/7. Bem no saque, as brasileiras abriram quatro pontos (11/7). Com Tandara pontuando bem, o Brasil abriu 19/11 e a Alemanha pediu tempo. As adversárias reagiram e fizeram 13/21. No bloqueio de Bia, a seleção brasileira marcou 21/13. E, com Monique, a equipe da casa fechou com 10 pontos de vantagem: 25/15.

A Alemanha voltou melhor para o segundo set e fez 5/4. O Brasil cresceu de produção e empatou (7/7). A ponteira Drussyla conseguiu uma largada e o time verde e amarelo deixou tudo igual no marcador (9/9). Quando o time europeu abriu três pontos (12/9), o treinador José Roberto Guimarães pediu tempo. A paralisação fez bem as brasileiras que empataram (17/17). Se aproveitando dos erros da Alemanha, o Brasil virou o marcador (22/21). A Alemanha foi melhor na parte final da parcial e venceu o segundo set por 25/22.

A Alemanha fez os dois primeiros pontos no início da terceira parcial. O time europeu seguiu melhor e abriu quatro pontos (10/6). Bem no bloqueio, as alemãs fizeram 14/8 e o treinador José Roberto Guimarães pediu tempo. A Alemanha foi para o segundo tempo técnico vencendo por 16/10. O time europeu manteve a vantagem no marcador e fez 20/14. O Brasil passou a sacar com eficiência e diminuiu a vantagem no marcador para quatro pontos (22/18). A Alemanha segurou a vantagem e levou a melhor no terceiro set por 25/18.

Numa boa sequência de saques da central Carol, o Brasil deixou tudo igual no marcador (4/4). Quando a Alemanha abriu três pontos (12/9), o treinador José Roberto Guimarães pediu tempo. Mesmo com a paralisação, a Alemanha manteve a vantagem no marcador (14/11). Bem na virada de bola, as europeias fizeram (20/16). A Alemanha foi melhor até o final e venceu o último set por 25/20 e o jogo por 3 sets a 1.

%d blogueiros gostam disto: